Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.5/8627
Título: A relação entre a atividade física e a cognição em participantes com mais de 65 anos.
Autor: Fagundes, Sheila
Orientador: Araújo, Duarte Fernando da Rosa Belo Patronilho
Palavras-chave: Cognição
Exercício físico
Função executiva
População idosa
Questionário YPAS
Teste de Stroop
Cognition
Elderly population
Executive function
Exercise
Data de Defesa: 2015
Citação: Fagundes, Sheila (2015) - A relação entre a atividade física e a cognição em participantes com mais de 65 anos. Dissertação de Mestrado. Universidade de Lisboa. Faculdade de Motricidade Humana.
Resumo: A população idosa tem aumentado nas últimas décadas nos países que compõem a União Europeia, devido à combinação de uma baixa fertilidade e do aumento da expectativa de vida. Nesse contexto, entender melhor o papel do exercício físico no domínio cognitivo, torna-se essencial para promover um envelhecimento saudável, tanto a nível individual como social (Liu-Ambrose, Nagamatsu, Graf, Beattie, Ashe, & Handy, 2010). Todavia, não está claro se o exercício físico pode impedir a degeneração do sistema nervoso central e consequentemente das funções cognitivas, a partir dos 65 anos. Este estudo teve como objetivo verificar a relação da atividade física na cognição, em participantes acima de 65 anos. Avaliando-se a atividade física através do questionário YPAS, estudou-se o quanto esta previa o desempenho cogntivo, medido através do Teste de Stroop. Numa amostra total de 76 participantes, caracterizada por ativos (frequentadores de ginásios da grande Lisboa), e não ativos (frequentadores de lares da grande Lisboa e contatos pessoais) foi encontrada uma correlação significativa do modelo preditor proposto (r2=.46, p<.05), o que significa dizer que 46% do resultado do Teste de Stroop pode ser explicado pela interação entre as variáveis preditoras do modelo proposto. Em termos práticos, um aumento de atividade física nesta população parece promover um melhor desempenho cognitivo. Por outro lado, a redução da quantidade de horas que um mesmo indivíduo passa sentado, também parece facilitar o seu desempenho cognitivo.
ABSTRACT: The elderly population has increased in recent decades in the countries of the European Union, due to the combination of low fertility and increased life expectancy. In this context, to understand the role of exercise on cognitive domain is essential to promote healthy aging, both at individual and social levels (Liu-Ambrose, Nagamatsu, Graf, Beattie, Ashe, & Handy, 2010). However, it is unclear whether exercise can prevent the degeneration of the central nervous system and therefore cognitive functions, from the age of 65 years old. This study aimed to verify the relation of physical activity on cognition in participants over 65 years. By assessing the physical activity through YPAS questionnaire, we studied how this measure predicted cognitive performance, as measured by the Stroop Test. In a sample of 76 participants, characterized by active (members in of fitness clubs of Lisbon), non-active (members of Homes in Lisbon) we found a significant correlation of a predictive model (r2 = .46, p <.05), which means that 46% of the Stroop test results can be explained by the interaction between the independent (and moderator) variables of the model. In practical terms, to have a regular practice promotes a better cognitive performance. Also, the reduction of the sitting hours is related with the increase in cognitive performance.
Descrição: Mestrado em Exercício e Saúde
URI: http://hdl.handle.net/10400.5/8627
Aparece nas colecções:BFMH - Dissertações de Mestrado / Master Thesis

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Fagundes, S. (2015) A relação entre a atividade física e a cognição em participantes acima de 65 anos..pdf809,32 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.