Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.5/8556
Título: Malária. Que factores determinam, na indústria farmacêutica, as dotações orçamentais para a investigação e uma vacina?
Autor: Ferreira, Ana Maria Pina Calado Guerra
Orientador: Casanova, Catarina
Palavras-chave: Malária
Vacina
Indústria Farmacêutica
Data de Defesa: 2015
Editora: Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas
Resumo: RESUMO A malária provoca a morte de uma criança por minuto, na África subsariana onde se manifesta a versão mais grave e mortal da doença, provocada pelo parasita P. falsiparum. Até hoje não foi descoberta uma vacina que apresente uma elevada eficácia que permita salvar milhões de vidas. Partimos de uma pergunta simples – quais são os factores que determinam, na indústria farmacêutica, as dotações orçamentais para a investigação de uma vacina? Neste caso para uma vacina contra a malária, por P. falsiparum. Percebemos que, no caso desta vacina, para além das implicações financeiras que a investigação de uma vacina exige, há o factor tempo, pelos anos que demora, entre 15 a 20 anos e o insuficiente conhecimento do parasita causador da versão mais grave da malária, o P. falsiparum, que é, desde logo um risco de insucesso para a investigação científica. A tudo isto devemos associar a necessidade de uma empresa farmacêutica, após um avultado investimento na I&D de uma vacina, reaver algum desse investimento. Uma vacina contra a malária nunca será rentável porque o mercado a que se destina é considerado pequeno. Estes factores não são «convidativos» para as farmacêuticas, que necessitam de responder com lucro aos seus accionistas/financiadores.
Abstrat Malaria causes the death of a child every minute, in Africa. In this continent we can find the worst and deadliest of this disease, caused by the parasite P. falsiparum. There is still no vaccine against malaria, by P. falsiparum, so - Which are the main factors that determinate, in the pharmaceutical industry, the total budget for the investigation of a vaccine? Beyond all the financial implications that the investigation of such a vaccine requires, the time factor, for all the years that it takes (between 15 and 20 years) and the insufficient knowledge of the parasite that causes the deadliest version of the malaria (P. falsiparum) those are factors to consider when deciding to move forward regarding a scientific research of the nature. But equally important, there is the need by a pharmaceutical company (after the high investment in I&D programme) to recover the investment performed. A vaccine against malaria will never be profitable because the “market” to which is destined, is considered to be small and most of all, with no finantial situation that allows for large profits by pharmaceutical corporations. Such factors are not “attractive“ for pharmaceutics, which need to answer with profit to theirs shareholders.
Descrição: Dissertação de Mestrado em Estudos Africanos
Peer review: no
URI: http://hdl.handle.net/10400.5/8556
Aparece nas colecções:BISCSP – Teses de mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Dissertação .pdf1,51 MBAdobe PDFVer/Abrir
formulario_resumo 12 março 2015.pdf259,23 kBAdobe PDFVer/Abrir
formulario_abstract 12 março 2015.pdf259,37 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.