Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.5/8484
Título: Obstrução uretral por causas atípicas
Autor: Martins, Joana Isabel de Carvalho
Orientador: Ferreira, Rui Domingos da Mata Lemos
Niza, Maria Manuela Grave Rodeia Espada
Palavras-chave: Obstrução uretral
Azotemia pós-renal
Etiologias atípicas
Ecografia
Uretrografia de contraste positivo
Diagnóstico
Urethral obstruction
Post-renal azotemia
Atypical etiologies
Ultrasound
Positive contrast urethrogram
Diagnosis
Data de Defesa: 9-Abr-2015
Editora: Universidade de Lisboa. Faculdade de Medicina Veterinária
Citação: Martins, J.I.C. (2015). Obstrução uretral por causas atípicas. Dissertação de mestrado. Universidade de Lisboa, Faculdade de Medicina Veterinária, Lisboa.
Resumo: A obstrução das vias urinárias pode ocorrer ao nível da pélvis renal, ureteres, bexiga e uretra (local mais comum), podendo desencadear um quadro de uropatia obstrutiva, com consequências locais e sistémicas. Na espécie canina, a obstrução uretral pode ser originada por urólitos, estenose uretral, neoplasia, uretrite proliferativa, fraturas penianas e hiperplasia benigna prostática. Esta obstrução provoca um aumento da pressão na bexiga e na uretra, assim como azotemia pós-renal, com diminuição da filtração glomerular, fluxo sanguíneo e função tubular, conduzindo à morte do animal. Este estudo retrospetivo relata 6 casos clínicos de animais que desenvolveram obstrução uretral por causas atípicas, nomeadamente, corpo estranho metálico, hiperplasia benigna prostática associada a infeção urinária, neoplasia prostática, ectopia prostática associada a hiperplasia benigna prostática, quistos prostáticos e rutura iatrogénica da uretra. O principal objetivo foi a caracterização do quadro clínico e dos métodos de diagnóstico. A amostra incluiu 5 animais da espécie canina e 1 da espécie felina. Todos os casos eram do género masculino e com idades compreendidas entre 5 a 12 anos. Os sinais clínicos mais frequentes foram disúria (6/6), estrangúria (6/6), anorexia (5/6), polidipsia (3/6) e vómito (2/6) e os achados mais comuns do exame físico incluíram prostração (4/6), bexiga volumosa e tensa (4/6), condição corporal 4-5 (3/6) e dor à palpação abdominal (3/6). Dada a grande variedade de etiologias da obstrução uretral, mostra-se necessário recorrer a exames complementares para a sua distinção. As modalidades imagiológicas fornecem informações importantes e indispensáveis para descobrir a causa da obstrução uretral, com especial relevância para a ecografia e uretrografia, em que a ecografia demonstra a doença primária responsável pelo quadro obstrutivo e a uretrografia retrógrada de contraste positivo consolida o diagnóstico. Neste estudo, para além do tratamento médico administrado foi necessária correção cirúrgica em 4 dos casos, designadamente orquiectomia bilateral (2/6), uretrostomia perineal (1/6) e colocação de tubo de cistostomia (1/6). A taxa de mortalidade atingiu valores de 50%, vindo a demonstrar a necessidade de um diagnóstico precoce, com vista a otimizar o maneio clínico de animais com obstrução uretral.
ABSTRACT - URETHRAL OBSTRUCTION CAUSED BY ATYPICAL CAUSES - The obstruction of the urinary tract can occur at the renal pelvis, ureters, bladder and urethra (the most common), creating obstructive uropathy with local and systemic effects. In canine species, the urethral obstruction can be triggered by uroliths, urethral stricture, neoplasia, proliferative urethritis, penile fractures and benign prostatic hyperplasia. The obstruction can cause increased pressure in the bladder and urethra and post-renal azotemia, with decreased glomerular filtration, blood flow and tubular function, leading to the animal’s death. This retrospective study reports 6 clinical cases of animals developing urethral obstruction from atypical causes, namely, metallic foreign body, benign prostatic hyperplasia associated with urinary infection, prostatic neoplasia, prostatic ectopia associated with benign prostatic hyperplasia, prostatic cysts and urethral iatrogenic rupture during catheterization. The main objective was to characterize the clinical and diagnostic methods. The sample included 5 animals of the canine species and 1 of the feline species. All cases were male, with ages between 5-12 years. The most common clinical signs were dysuria (6/6), stranguria (6/6), anorexia (5/6), polydipsia (3/6) and vomiting (2/6) and the most common findings of the physical examination included prostration (4/6), large and tense bladder (4/6), body condition 4-5 (3/6) and abdominal pain (3/6). Given the wide variety of urethra obstructions etiologies, it became necessary to use complementary exams for its identification. The imaging exams used, provided important and indispensable information to discover the cause of urethral obstruction, with special relevance to ultrasound and urethrogram, in which the ultrasound could demonstrate the main condition responsible for the obstruction and the positive contrast urethrogram confirmed the diagnosis. In this study, in addition to the medical treatment administrated, surgical correction was found necessary on 4 of the cases, particularly bilateral orchiectomy (2/6), perineal urethrotomy (1/6) and the placement of cystostomy tube (1/6). The mortality rate was 50%, demonstrating the need to achieve an early diagnosis, in order to optimize the management of animals with clinical urethral obstruction.
Descrição: Dissertação de Mestrado Integrado em Medicina Veterinária
URI: http://hdl.handle.net/10400.5/8484
Aparece nas colecções:BFMV - Teses de Mestrado 2º. Ciclo

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Obstrução uretral por causas atípicas.pdf2,8 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.