Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.5/8346
Título: Educação física e estilos de vida: porque são os adolescentes fisicamente (in)ativos?
Autor: Martins, João Filipe da Silva Figueira
Orientador: Costa, Francisco Alberto Arruda Carreiro da
Palavras-chave: Actividade física
Correlatos
Crianças
Escola
Metodologia qualitativa
Children
Correlates
Physical education
Qualitative research
School
Data de Defesa: 2015
Citação: Martins, João Filipe (2015) - Educação física e estilos de vida: porque são os adolescentes fisicamente (in)ativos?. Tese de Doutoramento. Universidade de Lisboa. Faculdade de Motricidade Humana.
Resumo: Esta tese teve como objetivo investigar os fatores associados aos processos biográficos, psicológicos, comportamentais, sociais, educacionais e ambientais, relacionados com a prática das atividades físicas na infância e adolescência, e compreendeu um estudo extensivo e outro intensivo. No estudo extensivo, quantitativo, conheceu-se o estilo de vida relacionado com a atividade física de 387 adolescentes (170 rapazes; 17,7±1,0 anos), que frequentavam o 12º ano em duas escolas com populações diferenciadas económica e culturalmente. Os dados do questionário foram tratados com recurso à estatística descritiva e à classificação automática. A maioria dos adolescentes apresentou níveis reduzidos de participação em atividade física, sobretudo as raparigas e aqueles com um baixo estatuto socioeconómico. Os adolescentes ativos revelaram indicadores mais favoráveis do que os inativos, tais como: atitude face à Educação Física, perceção de competência, orientação de objetivos e clima motivacional. O estudo intensivo, qualitativo, permitiu analisar as histórias de vida e as experiências pessoais relativas à prática de atividade física de 16 desses adolescentes, ativos e inativos, rapazes e raparigas, com estatutos socioeconómicos diferenciados. A informação foi recolhida através de uma entrevista narrativa individual e tratada com recurso à análise de conteúdo. Os adolescentes ativos apresentaram um perfil psicológico mais favorável, mais experiências de atividade física diversificadas e agráveis desde cedo, um maior e mais estável apoio da família e dos amigos. As raparigas e aqueles com um baixo estatuto socioeconómico depararam-se com diversos obstáculos ao nível das experiências, apoio recebido, oferta e acesso à atividade física. A identificação dos correlatos da atividade física permitiu a formulação de um conjunto de recomendações para os domínios da prática e da investigação que podem ser consideradas no âmbito da promoção de estilos de vida ativos e saudáveis entre as crianças e adolescentes.
ABSTRACT - This thesis sought to investigate the biographical, psychological, behavioural, social, educational and environmental factors associated with physical activity in childhood and adolescence, and comprised both an extensive and intensive study. In the extensive study, quantitative, the lifestyle related to physical activity of 387 adolescents (170 boys; 17.7±1.0 years old), from 12th grade of two schools with distinct economic and cultural populations, was described. Descriptive statistics and cluster analysis were used to treat questionnaires’ data. The majority of adolescents presented low levels of physical activity participation, particularly girls and those with a lower socioeconomic status. The active adolescents revealed more positive indicators than inactive ones, such as: Physical Education attitude, perceived competence, goal orientations and motivational climate. The intensive study, qualitative, allowed the analysis of the life stories and personal experiences related to physical activity from 16 of those adolescents, active and inactive, boys and girls, with distinct socioeconomic status. The information was collected through individual narrative interviews and treated with content analysis. The active adolescents presented a more favourable psychological profile, more enjoyable and diverse experiences of physical activity since early ages, and an improved and more stable support from family and friends. Girls and those with low socioeconomic status faced various barriers regarding experiences, support received, offer and access to physical activity. The identification of the correlates of physical activity allowed the formulation of several recommendations for the practice and research fields that can be considered in the promotion of active and healthy lifestyles among children and adolescents.
Descrição: Doutoramento em Ciências da Educação na especialidade de Didáctica da Educação Física e Desporto
URI: http://hdl.handle.net/10400.5/8346
Aparece nas colecções:BFMH - Teses de Doutoramento / Ph.D.Thesis

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Tese final (João Martins).pdf3,82 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.