Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.5/832
Título: Hemoparasitoses em bovinos de carne
Outros títulos: Hemoparasitic diseases in beef cattle
Autor: Antunes, Gonçalo Manuel
Orientador: Farrim, António Carlos Pinto
Carvalho, Luís Manuel Madeira de
Palavras-chave: Babesia
Theileria
Anaplasma
Bovinos
Prevalência
Portugal
Cattle
Prevalence
Data de Defesa: 1-Out-2008
Editora: Universidade Técnica de Lisboa. Faculdade de Medicina Veterinária
Resumo: As doenças parasitárias representam uma preocupação constante na prática veterinária em animais de produção sendo que as hemoparasitoses bovinas são causa de largas perdas no sector pecuário à escala mundial. Daqui se destacam a Babesiose, a Theileriose e a Anaplasmose pelos seus elevados índices de morbilidade e mortalidade. Estas doenças particularizam-se pelo carácter heteroxeno dos seus agentes uma vez que se transmitem por meio de um agente vector (normalmente carraças), provocando lise dos eritrócitos em consequência da multiplicação do parasita no seu interior. Os sinais clínicos são variados mas, de uma maneira geral, os animais apresentam anemia, icterícia, desidratação, febre, anorexia, astenia e prostração. No caso da Babesiose salienta-se ainda uma marcada hemoglobinúria e o mau estado geral dos bovinos infectados. Na Theileriose, por sua vez, o sinal clínico mais evidente é uma linfoadenopatia generalizada. Ao exame clínico são evidentes a taquicardia, tempo de repleção capilar aumentado e, em certos casos, dispneia. Actualmente as alternativas terapêuticas da Babesiose passam pela associação quinina+clindamicina, o dipropionato de imidocarb, os derivados benzamidínicos (pentamidina ou Berenil®), as tetraciclinas ou, mais recentemente, a administração de azitromicina+atovaquona. Para a Theileriose as opções de tratamento recaem sobre o Berenil®, os coccidiostáticos (como a halofuginona) e as naftoquinonas (theilericidas mais específicos), e na Anaplasmose utilizam-se correntemente as tetraciclinas ou o dipropionato de imidocarb. Relativamente às medidas profiláticas, os objectivos passam pelo controlo do agente (através de acaricidas), vacinação dos animais (vacinas vivas e inactivadas, para além da perspectiva futura das vacinas de subunidades antigénicas) e ainda a premunição (método também conhecido por “infecção e tratamento”). Este trabalho, inserido no contexto de Mestrado Integrado em Medicina Veterinária, pretende descrever estas doenças, com uma pesquisa bibliográfica envolvendo os métodos terapêuticos e profiláticos padronizados e pretende ainda caracterizar o cenário epidemiológico de uma população de bovinos do Ribatejo infectada com estas parasitoses. O principal objectivo foi obter dados sobre a prevalência de cada parasita, bem como das infecções múltiplas. Amostras de sangue de gado bovino (100 vacas da Companhia das Lezírias, SA) foram colhidas e observadas ao microscópio óptico. A prevalência global de infecção foi 78%, com as seguintes taxas para cada género: 76% para Babesia, 27% para Theileria e 52% para Anaplasma. Nesta população, havia 28,2% de infecções simples, 44,9% de infecções duplas e 26,9% de infecções triplas, e a associação Babesia+Anaplasma foi a mais prevalente (29%). A variação sazonal de prevalência foi estudada, sendo Theileria e Babesia mais prevalente no Outono/Inverno, enquanto Anaplasma foi mais prevalente na Primavera.
ABSTRACT The parasitic diseases represent a constant concern in cattle practice. In this context, the cattle blood parasitic diseases can cause major losses in the livestock sector on a global scale. It can be refered Babesiosis, Theileriosis and Anaplasmosis by its high rates of morbidity and mortality registered. These diseases are characterized by the heteroxenous life cycle of its agents, since all of them infect cattle through a vector agent (usually ticks), causing lysis of red cells as a result of the multiplication of the parasite inside. The clinical signs can vary but, in general, affected animals present anaemia, jaundice, dehydration, fever, anorexia, weakness and prostation. In the case of Babesiosis there is a marked haemoglobinuria and poor general condition of infected cattle. In Theileriosis, the most patent clinical sign is the generalized lymphadenopathy. At time of clinical examination it can be detected tachycardia, increased capillary repletion time and in some cases, dyspnoea. Currently, the therapy approaches for Babesiosis are the association quinine+clindamycin, imidocarb dipropionate, the benzamidinic derivatives (pentamidine or Berenil®), the tetracyclines or, more recently, the administration of azithromycin+atovaquone. For Theileriosis the options for treatment fall on Berenil®, coccidiostatics (such as halofuginone) and the naphthoquinones (more specific theilericids) and Anaplasmosis is currently treated with tetracycline or imidocarb dipropionate. Prophylactic measures relies in vector control (through acaricides), animal vaccination (live or inactivated vaccines, and the future perspective of antigen subunit vaccines) and in premunition (known as "infection and treatment" method). This work, in the context of Integrated Master in Veterinary Medicine, intends to describe each of these diseases, based on a literature review of the standardized prophylactic and therapeutic methods and also to characterize the epidemiological scenario of a population of cattle concerning these parasitic diseases from Ribatejo region, Portugal. The main goal was to obtain data about the prevalence of each parasite and also the prevalence of multiple infections. Blood samples from cattle (100 cows of Companhia das Lezírias, S.A.) were collected and then observed under optical microscope. The overall prevalence of infection was 78%, with the following rates for each genus: 76% for Babesia , 27% for Theileria and 52% for Anaplasma In this population there were 28,2% of simple infections, 44,9% of double infections and 26,9% of triple infections, and the association Babesia+Anaplasma was the most prevalent (29%). The seasonal variation of prevalence for each genus was studied, being Theileria and Babesia more prevalent on Autumn/Winter, while Anaplasma was more prevalent on Spring.
Descrição: Dissertação de Mestrado Integrado em Medicina Veterinária
URI: http://hdl.handle.net/10400.5/832
Aparece nas colecções:BFMV - Teses de Mestrado 2º. Ciclo

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Tese Gonçalo Antunes.pdfDocumento principal2,05 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.