Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.5/7880
Título: O efeito de alguns factores na eficiência da inseminação artificial em tempo fixo em bovinos de carne
Autor: Raimundo, Inês da Silva
Orientador: Silva, João Nestor das Chagas e
Palavras-chave: Inseminação artificial em tempo fixo
Inseminador
Taxa de gestação
Stress hipertérmico
Bovinos de carne
Inseminação artificial intracornual profunda
Inseminação artificial convencional
Inseminação artificial cervical
Traumatismo
Protocolos sincronização ovulação
Fixed-time artificial insemination
Insemination technician
Pregnancy rate
Heat stress
Beef catle
Deep cornual insemination
Conventional insemination
Cervical insemination
Traumatic injuries
Ovulation synchronization protocols
Data de Defesa: 18-Dez-2014
Editora: Universidade de Lisboa. Faculdade de Medicina Veterinária
Citação: Raimundo, I.S. (2014). O efeito de alguns factores na eficiência da inseminação artificial em tempo fixo em bovinos de carne. Dissertação de Mestrado. Universidade de Lisboa, Faculdade de Medicina Veterinária, Lisboa.
Resumo: A partir de 385 IATF realizadas em fêmeas bovinas de carne foram estudados os efeitos de diversos factores: tipo de inseminação artificial (IA), técnico de inseminação, intervalo entre a descongelação da palhinha de sémen e a deposição da dose no aparelho reprodutor da vaca, factores ambientais, número de partos e idade das vacas, intervalo parto-IA e raça na eficiência da técnica, medida objectivamente através da taxa de gestação. Todas as fêmeas foram sujeitas a um protocolo de sincronização de ovulação do tipo CO-Synch modificado, com recurso a um dispositivo intravaginal de libertação controlada de fármaco (CIDR) e gonadotrofina coriónica equina (eCG). A taxa de gestação foi calculada com base no diagnóstico de gestação, realizado através de ecografia cerca de 30 dias após a IA. Verificou-se que o tipo de IA (intracornual profunda, à entrada do corpo do útero ou cervical) não influenciou a taxa de gestação (p≥0,05), tal como o número de partos e idade da fêmea, intervalo parto-IA e a raça (p≥0,05). Os factores ambientais temperatura mínima, média e máxima, humidade relativa, velocidade do vento e precipitação também não exerceram influência na taxa de gestação (p≥0,05), tal como o índice temperatura-humidade (ITH), que relaciona temperatura e humidade relativa. Ao contrário de outros estudos, ITH>74 não foi responsável por quebras nas taxas de gestação (p≥0,05). Não foi possível estabelecer relação entre o técnico de inseminação e a eficiência da IATF em bovinos de carne (p≥0,05). Os factores intervalo descongelação-IA e traumatismo associado à IA influenciaram a taxa de gestação (p˂0,05). Concluiu-se que quanto maior o intervalo descongelação-IA, menor a probabilidade da fêmea bovina ficar gestante. Também a ocorrência de traumatismo diminuiu as hipóteses das vacas ficarem gestantes. Adicionalmente, registou-se evidência de relação entre estes dois factores.
ABSTRACT - THE EFFECT OF SOME FACTORS ON EFFICIENCY OF FIXED-TIME ARTIFICIAL INSEMINATION (FTAI) IN BEEF CATTLE - From 385 FTAI carried out on beef females some factors were studied like the type of artificial insemination (AI), insemination technician, interval between the thawig and the deposition of the semen on the reproductive tract of the cow (thawig-AI interval), environmental factors, parity and age of cows, calving-AI interval and breed, which may influence the fertility, measured objectively through the pregnancy rate. All bovine femals were synchronized for ovulation through a CO-Synch modified protocol, adding an intravaginal device controlled drug release (CIDR) and equine chorionic gonadotropin (eCG). The pregnancy rate was calculated on the basis of the pregnancy diagnosis, carried out through ultrasound approximately 30 days after AI. There was no difference (p≥0,05) between deep cornual inseminantion, conventional insemination (semen deposition into the uterine body) and cervical deposition. The cow age or parity, interval between calving and AI and the breed also did not influence the pregnancy rate (p≥0,05). Environmental factors like average, maximum and minimum daily temperatures, relative humidity, wind speed and precipitation also did not exert influence on the rate of pregnancy (p ≥ 0.05), as the temperature-humidity index (THI), which relates temperature and relative humidity. Unlike other studies, ITH > 74 was not responsible for decrease on the pregnancy rates (p ≥ 0.05). It had not been possible to establish if there was any relationship between the insemination technician and the efficiency of FTAI in beef cattle. The thawig-IA interval and trauma associated to AI influenced the pregnangy rate (p˂0,05). It was concluded that the higher the thawing-IA interval , the lower probability of the cow becoming pregnant. Also the occurrence of traumatic injuries didn’t favor the chances of bovine females becaming pregnant. In addition, we have found evidence of correlation between these two factors.
Descrição: Dissertação de Mestrado Integrado em Medicina Veterinária
URI: http://hdl.handle.net/10400.5/7880
Aparece nas colecções:BFMV - Teses de Mestrado 2º. Ciclo

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
O efeito de alguns factores na eficiência da inseminação artificial em tempo fixo em bovinos de carne.pdf1,68 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.