UTL Repository >
ISEG - Instituto Superior de Economia e Gestão / ISEG - School of Economics & Management Lisbon >
Biblioteca Francisco Pereira de Moura / Francisco Pereira de Moura Library >
BISEG - Dissertações de Mestrado / Master Thesis >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10400.5/784

Título: Estratégia, Competências e Inovação na Indústria de Moldes - Portugal versus República Popular da China
Autor: Ferreira, Vítor Hugo dos Santos
Orientador: Godinho, Manuel Mira
Palavras-chave: estratégia
recursos
competências
inovação
competitividade
indústria de moldes
strategy
resources
competences
innovation
competitiveness
mould industry
Issue Date: Jan-2006
Editora: Instituto Superior de Economia e Gestão
Citação: Ferreira, Vítor Hugo dos Santos. 2006. "Estratégia, Competências e Inovação na Indústria de Moldes - Portugal versus República Popular da China". Dissertação de Mestrado. Universidade Técnica de Lisboa. Instituto Superior de Economia e Gestão.
Resumo: O fim do século XX e o início do século XXI acordaram o mundo para a ascensão de um gigante económico. Uma nação com milhares de anos de história, mas que continuou afastada da nossa realidade ocidental, a China. Os elevados ritmos de crescimento económico, a deslocalização de empresas para oriente, e a crescente afirmação da China como a fábrica do mundo são fenómenos impossíveis de ignorar, com um impacto significativo em todas as economias ocidentais. Esta expansão económica faz-se há muito sentir em Portugal, em diversas actividades económicas, incluindo a indústria de moldes portuguesa. De facto, mesmo esta indústria caracterizada por um forte carácter inovador e por uma elevada apetência exportadora, habituada ao longo das suas décadas de existência a enfrentar novos desafios, está hoje condicionada pela expansão industrial da China. O presente estudo visa por um lado caracterizar a expansão económica da China, fornecendo um quadro de leitura macro-económico, que permita compreender a natureza do seu crescimento. Por outro lado caracterizar a indústria de moldes chinesa e a evolução da indústria de moldes portuguesa, tendo em conta as diferentes estratégias e competências utilizadas por cada um dos países, à luz da teoria dos recursos e do conceito de inovação.
The end of the XXth century and the beginning of XXIst century has waked up the world for the ascension of an economic giant. That giant is China, a nation that despite its thousand years of history has been kept away from our occidental reality. The high rhythms of economic growth, the delocalization of companies to east, and the increasing affirmation of China as the world factory, are facts impossible to ignore, with a significant impact in all the occidental economies. This economic expansion has been already felt in Portugal, in diverse economic activities, including the Portuguese mould industry. In fact, today, even this industry characterized by high exportations and an innovative appetence, used to face new challenges on its long decades of existence, is very apprehensive by the industrial expansion of China. The present study aims, in one hand, to characterize the economic expansion of China, supplying a picture of macro-economic reading, which allows understanding the nature of its growth and, on the other hand, to characterize the Chinese mould industry and the evolution of the Portuguese mould industry, having in account the different strategies and competences used, according to the Resource Based View (RBV) of the firm and the concept of innovation.
Descrição: Mestrado em Economia e Gestão da Ciência e Tecnologia
URI: http://hdl.handle.net/10400.5/784
Appears in Collections:DE - Dissertações de Mestrado / Master Thesis
BISEG - Dissertações de Mestrado / Master Thesis

Files in This Item:

File Description SizeFormat
dissertação - vítor ferreira.pdf2,1 MBAdobe PDFView/Open
Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

 
Estamos no RCAAP Governo Português separator Ministério da Educação e Ciência   Fundação para a Ciência e a Tecnologia

Financiado por:

POS_C UE