Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.5/7793
Título: A política monetária não convencional do Banco Central Europeu face à crise na zona euro e a sua Influência na crise económica em Portugal
Autor: Pereira, Nair dos Santos
Orientador: Mendonça, António
Palavras-chave: Banco Central Europeu
crise económica
política monetária
Zona Euro
Portugal
European Central Bank
economic crisis
monetary policy
Euro Zone
Data de Defesa: 2014
Editora: Instituto Superior de Economia e Gestão
Citação: Pereira, Nair dos Santos (2014). "A política monetária não convencional do Banco Central Europeu face à crise na zona euro e a sua Influência na crise económica em Portugal". Dissertação de Mestrado, Universidade de Lisboa. Instituto Superior de Economia e Gestão.
Resumo: Face à crise económico-financeira internacional, eclodida em 2008, que assolou profundamente a Europa, tendo abalado os alicerces desta, o BCE, a atuar no contexto de um «choque assimétrico» (a crise das dívidas soberanas, despontada em 2010, na Zona Euro), teve de reformular as suas funções e tomar medidas de cariz não convencional. Desde a tradicional movimentação das taxas de juro, foi necessário ceder liquidez em quantidades avultadas e, in extremis, intervir no mercado secundário de títulos de dívida. Portugal, enquanto uma das economias mais fragilizadas por este choque, assistiu ao resvalar da sua economia para uma profunda recessão, situação que levou a que o país tivesse de pedir um resgate financeiro. Desta forma, a análise do caso português torna-se pertinente. Averigua-se que a ação do BCE, conjugada com o Programa de Assistência Económica e Financeira, constituiu-se como crucial para impedir o completo desmoronamento da economia portuguesa. A resposta do BCE foi um tanto ou quanto tardia, mas não falhou. Não obstante a incerteza do futuro, almeja-se uma recuperação de Portugal e, em caso de sobrevivência do Euro a esta intempérie, a União Europeia sairá fortalecida em todas as suas vertentes.
Regarding the international economic and financial crisis, that began in 2008, which has deeply strucked Europe, having shaked its foundations, the ECB, acting in a context of an «asymmetric shock» (the sovereign debt crisis emerged in 2010, in the Euro Zone) had to reformulate its functions and to take unconventional measures. Since the traditional movement of the interest rates, it was necessary to provide liquidity in considerable amounts and, in extremis, to intervene in the secondary market of debt securities. Portugal, as one of the economies that had suffered most damage with this shock, has seen its economy plunging into a great recession, a situation which has led the country to ask for a financial bailout. Thus, the analysis of the portuguese case becomes relevant. It can be noticed that the action of the ECB, combined with the Economic and Financial Assistance Programme, was crucial to prevent the complete collapse of the portuguese economy. The response of the ECB was somewhat late, but it hasn?t failed. Despite the uncertainty of the future, it is aimed a full recovery of Portugal and, if the Euro survives this storm, the European Union will be strengthened in all its dimensions.
Descrição: Mestrado em Economia Internacional e Estudos Europeus
URI: http://hdl.handle.net/10400.5/7793
Aparece nas colecções:DE - Dissertações de Mestrado / Master Thesis
BISEG - Dissertações de Mestrado / Master Thesis

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
DM-NSP-2014.pdf868,22 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.