Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.5/7791
Título: Avaliação clínica da acidose metabólica : estudo de casos em animais de companhia
Autor: Andrei, Georgiana Bardaşu
Orientador: Correia, José Henrique Duarte
Marques, Ricardo Quaresma
Palavras-chave: Acidose metabólica
Desequilíbrio electrolítico
pH
Bicarbonato
Metabolic acidosis
Electrolyte imbalance
Bicarbonate
Data de Defesa: 18-Dez-2014
Editora: Universidade de Lisboa. Faculdade de Medicina Veterinária
Citação: Andrei, G.B. (2014). Avaliação clínica da acidose metabólica : estudo de casos em animais de companhia. Dissertação de mestrado. Universidade de Lisboa, Faculdade de Medicina Veterinária, Lisboa.
Resumo: A acidose metabólica é um desequilíbrio electrolítico muito frequente. O seu controlo e o restabelecimento do equilíbrio electrolítico são parte constante nas urgências veterinárias. Este estudo inclui uma amostra de 31 animais, dos quais 18 cães e 13 gatos. O estudo tem como objectivos a avaliação e reconhecimento das alterações electrolíticas e ácido-básicas em pacientes críticos, classificação do tipo de desequilíbrio e avaliação da resposta compensatória, relacionamento do tipo de patologia com os desequilíbrios ácido-básicos e avaliação da necessidade de instituir terapêutica alcalinizante. A detecção e avaliação de factores de risco em relação à morbilidade (dias de internamento) e fatalidade foram também tentados. As causas de acidose metabólica mais representadas nesta amostra foram a insuficiência renal (45%) e a diabetes mellitus, complicada ou não (19%). A restante patologia subjacente à acidose metabólica foi variada: patologia digestiva, intoxicações, hipoadrenocorticismo, neoplasia, obstrução urinária e golpe de calor. Apenas 14 (45%) dos animais tinham um diagnóstico primário de insuficiência renal. Porém, pode verificar-se que todos tinham compromisso da função renal, em estádios IRIS desde o grau 2 ao 4. Foi encontrada uma associação estatisticamente significativa (p=0.037) entre os valores de ureia plasmática e a duração do internamento, mas não em relação ao desfecho do caso. Os resultados obtidos sugerem que o sistema i-STAT®, com utilização dos cartuchos CG4+, permite uma caracterização do tipo de acidose metabólica presente em animais em cuidados intensivos, bem como a avaliação da necessidade de instituição de terapêutica alcalinizante, o que pode ser crítico em termos de sobrevivência de pacientes cujas causas primárias de acidose metabólica não sejam reversíveis. A dimensão relativamente pequena da amostra e a variabilidade das causas subjacentes à acidose metabólica acentuaram a dificuldade de interpretação das variáveis clínicas registadas e comprometeram a sua expressão estatística. O mesmo aconteceu em relação ao reconhecimento de factores de risco clínicos e laboratoriais de morbilidade e evolução dos casos.
ABSTRACT - Metabolic acidosis is a very common electrolyte imbalance. Its control and electrolyte correction are a constant part in veterinary emergency medicine. The present study includes a sample of 31 animals; 18 dogs and 13 cats. The goals were the evaluation and detection of electrolyte and acid-base imbalances in critical patients, classification of the type of acid-base imbalance as well as the compensatory response, relationship of the type of pathology present and the acid-base imbalance and the need to institute alkalinizing therapy. Furthermore, the detection and evaluation of risk factors for morbility and fatality were also pursued. The main causes of metabolic acidosis in our sample were renal failure (45%) and diabetes mellitus, simple or complicated (19%). The remainder primary causes of metabolic acidosis were varied: digestive conditions, poisoning, hypoadrenocorticism, neoplasia, urinary obstruction and heat stroke. Only 14 (45%) of the animals had a primary diagnosis of renal failure. However, all animals were found to have renal function compromise, in IRIS stages from 2 to 4. A statiscally significant association (p=0.037) between BUN and duration of internment was found, but not regarding the outcome. Our results suggest that the i-STAT® system, with the use of CG4+ cartridges, allows the characterization of the type of metabolic acidosis present in critical care animals, as well as the evaluation of the need to institute alkalinizing therapy, which may be essential in terms of survival in those patients whose primary causes of metabolic acidosis are not reversible. The small size of the sample used in this study and the variability of the underlying causes of metabolic acidosis hindered the interpretation of the clinical variables recorded and compromised its statistical expression. The same happened regarding the detection of clinical and laboratory risk factors towards morbility and outcome of the cases.
Descrição: Dissertação de Mestrado Integrado em Medicina Veterinária
URI: http://hdl.handle.net/10400.5/7791
Aparece nas colecções:BFMV - Teses de Mestrado 2º. Ciclo

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Avaliação clínica da acidose metabólica - estudo de casos em animais de companhia.pdf1,39 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.