Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.5/7699
Título: Chinese special economic zones and the developmentof african countries : the Mozambique case
Autor: Hao, Zhang
Orientador: Ilhéu, Fernanda
Palavras-chave: Zonas Económicas Especiais
China
África
Moçambique
Factores de Sucesso
Special Economic Zones
Mozambique
Factors of Success
Data de Defesa: 2014
Editora: Instituto Superior de Economia e Gestão
Citação: Hao Zhang (2014). "Chinese special economic zones and the developmentof african countries : the Mozambique case". Dissertação de Mestrado, Universidade de Lisboa. Instituto Superior de Economia e Gestão.
Resumo: As primeiras Zonas Económicas Especiais (ZEEs) bem estabelecidas são indispensáveis no rápido crescimento económico da China. Graças ao crescimento impulsionado pelas ZEEs e outros factores no âmbito de desenvolvimento internacional, a China está a ganhar mais capital. A política de "Going out" do governo chinês incentiva mais empresas chinesas a investir mais em mercados emergentes, como a América Latina, especialmente em África. Nos últimos 10 anos, a economia de Moçambique tem crescido firmemente a um ritmo impressionante de mais de 7 por cento ao ano, impulsionado pelo sector dos serviços, agricultura e sector da indústria recém-desenvolvida, especialmente da indústria extractiva. Este ritmo deveria continuar. O Investimento Directo Estrangeiro (IDE) chinês em Moçambique está a aumentar e o comércio e a cooperação bilateral estão cada vez mais estreitos e diversificados. Depois de analisar a experiência e as lições das ZEEs da China, e outros modelos de desenvolvimento, vou analisar algumas dimensões com base no acima exposto. Vou investigar, no contexto da África, se Moçambique tem os mesmos factores de sucesso que as Zonas Económicas Especiais da China e outros modelos de desenvolvimento económico.
The first well-developed Special Economic Zones (SEZs) are indispensable in the rapid economic growth of China. Thanks to the growth driven by the SEZs and other factors by the development of international context, China is gaining more physical capital. The Chinese Government's policy of "oing out" encourages more Chinese companies to invest more in the emerging markets, like Latin America, especially Africa. In the last 10 years, Mozambique's economy has grown steadily at an impressive rate of above 7 percent per year, driven by the service sector, agriculture and newly developed industry sector, especially extractive industry. This pace is expected to continue. The Chinese Foreign Direct Investment (FDI) in Mozambique is increasing and the bilateral trade and cooperation are more and more close and diversified. After analyzing the Chinese SEZs experience and lessons, and other development models, I will analyze some dimensions based on the above. I am going to research, in the context of Africa, if Mozambique has the same factors of success as the Chinese Special Economic Zones and other economic development models.
Descrição: Mestrado em Desenvolvimento e Cooperação Internacional
URI: http://hdl.handle.net/10400.5/7699
Aparece nas colecções:DE - Dissertações de Mestrado / Master Thesis
BISEG - Dissertações de Mestrado / Master Thesis

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
DM-HZ-2014.pdf1,2 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.