Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.5/7589
Título: Parasitismo muscular por Sarcocystis spp. e Cysticercus bovis (Taenia saginata) em bovinos da Região Autónoma dos Açores
Autor: Antunes, Gonçalo Jorge dos Mártires
Orientador: Homem, Ana Luísa Batista dos Santos
Carvalho, Luís Manuel Madeira de
Palavras-chave: Sarcocystis spp.
Taenia saginata
Cisticercose bovina
Região Autónoma dos Açores
Ilha Terceira
Sarcocystis spp.
Taenia saginata
Bovine cysticercosis
Azores Autonomous Region
Terceira Island
Data de Defesa: 18-Nov-2014
Editora: Universidade de Lisboa. Faculdade de Medicina Veterinária
Citação: Antunes, G.J.M. (2014). Parasitismo muscular por Sarcocystis spp. e Cysticercus bovis (Taenia saginata) em bovinos da Região Autónoma dos Açores. Dissertação de Mestrado. Universidade de Lisboa, Faculdade de Medicina Veterinária, Lisboa.
Resumo: A presente dissertação debruça-se sobre a presença dos parasitas Sarcocystis spp. e Taenia saginata no Arquipélago dos Açores. A escolha recaiu nestes parasitas pela sua importância em Saúde Pública, mas também pelo desconhecimento da sua prevalência nos Açores. Para determinar a prevalência de Sarcocystis spp., amostras de coração e diafragma de 48 bovinos abatidos na ilha Terceira, foram processadas por digestão enzimática (DE) e exame histológico (EH). Detetou-se infeção por Sarcocystis spp. em 48 (100%) dos corações, e 35 (64,58%) dos diafragmas analisados por DE, e em 41 (85,42%) dos corações e 31 (64,58%) dos diafragmas analisados por EH. A técnica de DE do miocárdio foi a mais eficaz. Na identificação das espécies de Sarcocystis utilizaram-se as amostras positivas no EH, tendo apenas sido identificados cistos compatíveis com Sarcocystis cruzi. Os casos de Cisticercose bovina detetados na Região Autónoma da Madeira (RAM) em animais nascidos nos Açores e a inexistência de casos descritos na Região Autónoma dos Açores (RAA) foi o mote para a pesquisa deste parasita nos Açores. Numa primeira fase utilizaram-se os registos de reprovações por Cysticercus bovis da RAM entre os anos de 2007 a 2013 para determinar as prevalências totais (5,82%), dos animais nascidos na RAM (9,56%), dos nascidos nos Açores (5,24%) e dentro destes, dos que permaneceram menos de 6 semanas na RAM (0,8%), e os que permaneceram mais que 6 semanas na RAM (9,73%). Numa segunda faze foram testados, 70 novilhos embarcados na Terceira, com destino à RAM para a presença de anticorpos anti- Cysticercus bovis. Dos animais testados, 9 (12,9%) apresentaram concentrações elevadas de anticorpos (>300ng/ml), 4 desses animais foram positivos a cisticercose bovina na Inspeção Sanitária. Desta forma, estes resultados parecem confirmar que parte dos animais oriundos dos Açores detetados na RAM com cistos de Cysticercus bovis infetam-se na RAA.
ABSTRACT - Muscle parasites by Sarcocystis spp. and Cysticercus bovis (Taenia saginata) in cattle of the Azores - This dissertation focuses on the detection and quantification of the parasites, Sarcocystis spp. and Taenia saginata, in the Azores Archipelago. The choise fell on theses parasites because its importance in Food Security and Public Health, but also for the lack of knowledge of its prevalence in the Azores. To assess the prevalence of Sarcocystis spp., heart and diaphragm samples from 48 bovines slaughtered in Terceira island were processed by enzymatic digestion (ED) and histologic exam (HE). Sarcocystis spp. were detected in 48 (100%) hearts, and 35 (64.58%) diaphragms by ED analyses, and 41 (85.42%) hearts, and 31 (64.58%) diaphragm by HE analyses. ED of myocardium was the best technique. It was only identified S. cruzi in the samples. The cases of bovine cysticercosis detected in Madeira Autonomous Region (MAR) in animals from the Azores Autonomous Region (AAR), and the absence of cases in the Azores was the motto for the study. For this purpose, we used the records of rejections by Cysticercus bovis in MAR between 2007 and 2013 to determine the total prevalence (5.82%), prevalence in MAR born animals (9.56%), Azorian born (5.24%) and within those, the ones that stayed less than 6 weeks in MAR (0.8%), and the ones that remained more than 6 weeks in MAR (9.73%). In conjunction with this study, 70 bulls shipped in Terceira island were tested for the presence of antibodies anti-Cysticercus bovis. From the tested animals, 9 (12,9%) showed high antibody concentrations (> 300 ng / ml), 4 of those animals were positive to bovine cysticercosis at Sanitarian Inspection examination. As conclusion, it can be said that some of the animals from the Azores, detected in MAR with Cysticercus bovis cysts, acquired the infection at the origin.
Descrição: Dissertação de Mestrado Integrado em Medicina Veterinária
URI: http://hdl.handle.net/10400.5/7589
Aparece nas colecções:BFMV - Teses de Mestrado 2º. Ciclo



FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.