Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.5/7539
Título: Orientações estratégicas como antecedentes da inovação do produto e da Performance das exportações
Autor: Neves, Raquel Maria Delgado
Orientador: Silva, Graça Miranda
Palavras-chave: Orientação para o Mercado
Orientação para a Inovação
Aprendizagem Organizacional
Inovação do Produto
Performance das exportações
Market Orientation
Innovation Orientation
Learning Orientation
Product Innovation
Export Performance
Data de Defesa: 2014
Editora: Instituto Superior de Economia e Gestão
Citação: Neves, Raquel Maria Delgado (2014). "Orientações estratégicas como antecedentes da inovação do produto e da Performance das exportações". Dissertação de Mestrado, Universidade de Lisboa. Instituto Superior de Economia e Gestão.
Resumo: As orientações estratégicas são muitas vezes consideradas como um precursor da performance nas empresas. A identificação das estratégias que resultem numa performance superior é cada vez mais um desafio encarado pelas empresas que têm sido alvo de estudo (Chandler, 1960). As empresas podem ver nas atividades de exportação um meio para melhorar a performance global, diminuírem a dependência do mercado interno e se tornarem mais competitivas tanto internamente como nos mercados externos. O presente estudo pretende investigar a relação entre a orientação para o mercado e a orientação para a inovação com a inovação do produto através da aprendizagem organizacional, averiguando também o impacto que terão na performance das exportações, quer a nível económico quer a nível estratégico. O modelo conceptual proposto também avalia a influência de duas forças de mercado, nomeadamente, a turbulência tecnológica e a intensidade competitiva na inovação do produto. Para testar o modelo conceptual foram utilizados dados correspondentes a 112 respostas a um questionário obtido através de empresas exportadoras portuguesas de manufatura. Os resultados obtidos revelam uma influência positiva das orientações estratégicas na inovação do produto via a aprendizagem organizacional. A inovação do produto, por sua vez, contribui positivamente para a performance das exportações.
Strategic Orientations are often regarded as a precursor of performance in companies. The identification of strategies that result in superior performance is increasingly a challenge faced by companies that have been studied (Chandler, 1960). Companies can see in export activities a mean to improve overall performance, decrease domestic market dependence and become more competitive in domestic and foreign markets. This study aims to investigate the relationship between market orientation and innovation orientation with product innovation through organizational learning, also looking at the impact they will have on export performance, either economically or at strategic level. The proposed conceptual model also assesses the influence of two market forces, in particular technological turbulence and competitive intensity on product innovation. To test the conceptual model were used data corresponding to 112 responses to a questionnaire obtained by Portuguese manufacturing exporting companies. The results show a positive influence of strategic orientations on product innovation through organizational learning. Product innovation in turn contributes positively to export performance.
Descrição: Mestrado em Contabilidade, Fiscalidade e Finanças Empresariais
URI: http://hdl.handle.net/10400.5/7539
Aparece nas colecções:DG - Dissertações de Mestrado / Master Thesis
BISEG - Dissertações de Mestrado / Master Thesis

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
DM-RMDN-2014.pdf633,84 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.