Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.5/7538
Título: Atitude dos gestores perante o relato financeiro fraudulento
Autor: Pires, Bruno Miguel Gomes
Orientador: Guedes, Maria João
Palavras-chave: relato financeiro fraudulento
atitude
triângulo da fraude
demonstrações financeiras
fraudulent financial reporting
attitude
fraud triangle
financial statements
Data de Defesa: 2014
Editora: Instituto Superior de Economia e Gestão
Citação: Pires, Bruno Miguel Gomes (2014). "Atitude dos gestores perante o relato financeiro fraudulento". Dissertação de Mestrado, Universidade de Lisboa. Instituto Superior de Economia e Gestão.
Resumo: Este estudo tem como objectivo identificar factores relacionados com o indivíduo e com a empresa que influenciem a atitude dos gestores perante o relato financeiro fraudulento. Para medir a atitude foi construído um questionário utilizando cenários que descrevem situações de relato financeiro fraudulento e foi pedido aos gestores que indicassem, através da escala de Likert de sete pontos, a sua concordância com afirmações referentes a esses cenários, tendo sido obtidas 509 respostas. A principal teoria explicativa da ocorrência de situações de relato financeiro fraudulento é a teoria do triângulo da fraude. Esta teoria argumenta que para que ocorram situações de fraude é necessário que se combinem a oportunidade, a pressão e a atitude adequadas. A atitude é o lado do triângulo que se encontra menos desenvolvido e é essa lacuna que o presente estudo pretende colmatar. Foram investigadas como possíveis factores explicativos da atitude perante o relato financeiro fraudulento as seguintes variáveis: o género, a idade, o nível de habilitação, a posse de habilitação académica na área contabilidade/gestão, o número de trabalhadores da empresa, tratar-se de uma empresa familiar e a pertença a um grupo económico. Através de uma regressão linear, constata-se que apenas a idade e a posse de habilitação académica na área da contabilidade/gestão parecem associadas, de forma negativa, a uma atitude mais favorável ao relato financeiro fraudulento.
This study aims to identify factors related to the individual and the company that influence managers' attitude towards fraudulent financial reporting. To measure the attitude questionnaire was constructed using scenarios that describe situations of fraudulent financial reporting and the managers were asked to indicate, through seven points Likert scale, their agreement with statements related to these scenarios and 509 responses were obtained. The main explanatory theory of the occurrence of fraudulent financial reporting is fraud triangle theory. This theory argues that for fraud occur it is necessary to combine opportunity, pressure and attitude appropriate. The attitude is the side of the triangle that is less developed and it is that gap that the present study intends to bridge. The following variables were investigated as possible explanatory factors of attitude towards fraudulent financial reporting: gender, age, education level, possession of academic qualifications in accounting/management, the number of employees of the company, that it was a family business and belonging to a business group. By linear regression, it appears that only age and possession of academic qualifications in accounting/management seem related, negatively, to a more favorable attitude to fraudulent financial reporting.
Descrição: Mestrado em Contabilidade, Fiscalidade e Finanças Empresariais
URI: http://hdl.handle.net/10400.5/7538
Aparece nas colecções:DG - Dissertações de Mestrado / Master Thesis
BISEG - Dissertações de Mestrado / Master Thesis

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
DM-BMGP-2014.pdf426,2 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.