Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.5/7521
Título: Plano de negócios : gestão florestal de pinhais
Autor: Simões, Miguel de Campos Alves
Orientador: Crespo, Nuno
Matos, Pedro Verga
Palavras-chave: Plano de Negócio
Gestão Florestal
Pinhais
Business Plan
Forest Management
Pine Forest
Data de Defesa: 2014
Editora: Instituto Superior de Economia e Gestão
Citação: Simões, Miguel de Campos Alves (2014). "Plano de negócios : gestão florestal de pinhais". Dissertação de Mestrado, Universidade de Lisboa. Instituto Superior de Economia e Gestão.
Resumo: Numa envolvente em que a floresta é essencial para o desenvolvimento do setor primário e em que Portugal procura retirar um maior proveito do setor florestal, torna- se primordial repensar o modelo de atuação das empresas de exploração florestal. Além de se tratar de um tema relevante, face à área que ocupa e ao número de proprietários privados que dispõem de terrenos florestais, é também muito atual, dada a incidência e as consequências dos incêndios no território nacional. Uma indústria que viveu tempos de grande prosperidade em Portugal e que conheceu nos últimos 20 anos um grande declínio, depara-se agora com a possibilidade de investimento, sobretudo face ao abrandamento das grandes potências mundiais a este respeito. O modelo objeto desta investigação, apresentado sobre a forma de um plano de negócio, pretende evidenciar vantagens de uma solução que congregue algumas das sinergias de diferentes atividades presentes num pinhal, concretamente a madeira, resina e biomassa, de modo a obter redução dos custos de exploração. Com um capital inicial de 250.000€, o VAL estimado na ótica do investidor é de 2.950.439€e na perspetiva do projeto é de 3.079.159€. Prevendo o início de atividade a meio de 2014, a empresa a criar, sediada em Castelo Branco, no final de 2019, conta ter a seu cargo a gestão de 3.307 hectares e atingir vendas no valor de 6.401.172€.
In an environment where the forest is essential for the development of the primary sector and in which Portugal seeks to improve its forestry sector, it is mandatory that we rethink the operating model of logging companies. Besides being a relevant subject, given the vast area it occupies and the sheer number of private proprietors who own forest land, it is also very timely, due to the incidence and consequences of fires in the territory. An industry that lived times of great prosperity in Portugal and faced, in the last 20 years, an equally large decline, is now confronted with the possibility of investment, mostly due to the slowdown of the world's most powerful countries at this regard. The model of this study, shown in the form of a business plan, aims to present the advantages of a solution combining synergies between different activities present in a pine forest, especially of wood, resin and biomass, in order to obtain a reduction of operating costs. With an initial capital of €250.000, the estimated NPV from the viewpoint of the investor is €2.950.439 and from the prespective of the project is of ?3.079.159. Foreseeing the start up of its activity by mid 2014, the company, based in Castelo Branco, at the end of 2019, intends to be responsible for 3.307 hectares and reach sales of 6.401.172 million euros.
Descrição: Mestrado em Ciências Empresariais
URI: http://hdl.handle.net/10400.5/7521
Aparece nas colecções:DG - Dissertações de Mestrado / Master Thesis
BISEG - Dissertações de Mestrado / Master Thesis

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
DM-MCAS-2014.pdf1,08 MBAdobe PDFVer/Abrir    Acesso Restrito. Solicitar cópia ao autor!


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.