Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.5/7507
Título: Influência do tipo de fractura nos níveis séricos de cálcio ionizado em canídeos
Autor: Neto, Gonçalo José Cabral
Orientador: Carreira, Luís Miguel Alves
Palavras-chave: Canídeos
Esqueleto
Fractura simples
Fractura cominutiva
Cálcio sérico ionizado
Dogs
skeleton
simple fracture
simple
comminuted fracture
ionized seric calcium
Data de Defesa: 7-Nov-2014
Editora: Universidade de Lisboa. Faculdade de Medicina Veterinária
Citação: Neto, G.J.C. (2014). Influência do tipo de fractura nos níveis séricos de cálcio ionizado em canídeos. Dissertação de Mestrado. Universidade de Lisboa, Faculdade de Medicina Veterinária, Lisboa.
Resumo: A ortopedia representa, actualmente, cerca de 10% dos casos avaliados em clínica de animais de companhia, sendo os canídeos a espécie mais representativa na ocorrência de processos traumáticos. O esqueleto, composto pelos ossos que são um importante reservatório de minerais em particular de cálcio e de fósforo, é uma estrutura altamente dinâmica cuja actividade resultante da acção de factores intrínsecos e extrínsecos é regulada por vários mecanismos endócrinos ao longo de toda a vida do indivíduo. A grande maioria do ião cálcio (99%) encontra-se no esqueleto sob a forma de cristais de hidroxiapatite estáveis e de compostos lábeis rapidamente mobilizáveis, de modo a garantirem a manutenção dos seus valores séricos. O presente estudo realizado numa população de 20 canídeos (canis familiaris) (n=20), avaliados com fracturas simples ou cominutiva do esqueleto apendicular, teve como objectivos determinar: 1) a existência ou não de diferenças nos valores de cálcio sérico ionizado (CSI) entre indivíduos com e sem fracturas; e 2) se o tipo de fractura apresentado influencia ou não os valores de CSI. Os resultados obtidos permitiram concluir que todos os doentes com fractura apresentam hipercalcemia, resultante do processo de reparação óssea; e que, os indivíduos com fractura cominutiva possuem valores de CSI tendencialmente superiores aos indivíduos com fractura simples, devido à maior área dos topos ósseos da fractura, apesar da diferença neste caso não ser estatisticamente significativa. Com base nos resultados, deverão, os clínicos das áreas médica e cirúrgica, considerar que os doentes com fracturas apresentamse sempre com uma condição de hipercalcemia de base, requerendo cuidados acrescidos na selecção dos fármacos utilizados no seu maneio e que se associam a um aumento dos níveis de CSI, assim como do quadro clinico a este associado.
ABSTRACT - INFLUENCE OF THE TYPE OF FRACTURE IN SERUM IONIZED CALCIUM IN DOGS - The orthopedics currently represents about 10% of the small animal clinical cases, being the dog the most representative species in the occurrence of traumatic processes. The skeleton, composed by bones that are an essential mineral reservoir in particular of calcium and phosphorus, is a highly dynamic structure, whose activity arising from intrinsic and extrinsic factors, is regulated by multiple endocrine mechanisms, throughout life. The majority of calcium ion (99%) is present in the skeleton by the hydroxyapatite stable crystals form and by labile compounds rapidly deployable, to promote the maintenance of it serum levels. This study was conducted in a population of 20 dogs (Canis familiaris) (n=20) assessed with simple and comminuted fractures of the appendicular skeleton, and aimed to evaluate: 1) whether there are or not differences in ionized seric calcium (ISC) levels between individuals with or without fractures; and 2) to assessed whether the type of fracture may or may not influence the ISC levels. The results showed that all patients with fracture present hypercalcemia resulting from bone healing; and patients with comminuted fractures had higher ISC levels than those with simple fractures, due to the larger area of the bone edges, despite in this case no significant statistical difference was registered. Based on the results, veterinary surgeons should consider that patients with fracture always show a hypercalcemia clinical condition, requiring increased care in the drugs selection to be used in this patient management and their potential to increase the ISC levels, as well as the clinical condition associated.
Descrição: Dissertação de Mestrado Integrado em Medicina Veterinária
URI: http://hdl.handle.net/10400.5/7507
Aparece nas colecções:BFMV - Teses de Mestrado 2º. Ciclo

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Influência do Tipo de Fractura nos Níveis Séricos de Cálcio Ionizado em Canídeos.pdf510,58 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.