Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.5/7504
Título: Utilização de alguns parâmetros bioquímicos sanguíneos no estabelecimento do prognóstico de toxémia de gestação em cabras de leite
Autor: Oliveira, Maria Catarina Rodrigues Cabral de
Orientador: Lima, Miguel Luis Mendes Saraiva
Palavras-chave: Toxémia de gestação
Cabra
Hipoglicémia
Hipercetonémia
Acidose metabólica
Pregnancy toxemia
Goat
Hypoglycemia
Hiperketonemia
Metabolic acidosis
Data de Defesa: 16-Out-2014
Editora: Universidade de Lisboa. Faculdade de Medicina Veterinária
Citação: Oliveira, M.C.R.C. (2014). Utilização de alguns parâmetros bioquímicos sanguíneos no estabelecimento do prognóstico de toxémia de gestação em cabras de leite. Dissertação de Mestrado. Universidade de Lisboa, Faculdade de Medicina Veterinária, Lisboa.
Resumo: A toxémia de gestação é uma doença muito frequente que afeta os pequenos ruminantes no último mês da gestação. As cabras com condição corporal elevada e gestação múltipla estão predispostas a desenvolver esta doença, que está associada a elevada mortalidade e caracteriza-se pela presença de hipoglicémia, hipercetonémia e acidose metabólica. Neste estudo, avaliaram-se os sinais clínicos e parâmetros bioquímicos sanguíneos de 20 cabras diagnosticadas com toxémia de gestação, com o objetivo de determinar a associação entre as alterações clínicas e bioquímicas encontradas e a evolução e prognóstico da doença. Os principais sinais clínicos observados ao exame físico foram taquipneia, membros edemaciados, atonia ruminal, decúbito e prostração. Com menor frequência observaram-se também animais com orelhas caídas e sinais nervosos. Os resultados obtidos, por comparação das cabras que sobreviveram (grupo GV, n=8) com as cabras que vieram a morrer (GM, n=12), indicaram que os valores de glucose não foram significativamente diferentes entre os dois grupos, enquanto que os valores de BHB foram significativamente maiores no grupo GM. Os valores dos parâmetros ácido-base (pH, HCO3 -, excesso de base e pCO2) apresentaram-se significativamente diminuídos entre os animais que vieram a morrer por toxémia de gestação, bem como os valores sanguíneos de potássio. O único sinal clínico associado a mau prognóstico neste estudo foi a dificuldade com que os animais se levantaram da posição de decúbito. Embora baseados numa amostra pequena, estes resultados indicam a presença de uma marcada acidose metabólica e hipocalémia nos animais que vieram a morrer, sugerindo que valores sanguíneos de pH e potássio diminuídos, comparativamente com animais saudáveis, podem ser indicadores de pior prognóstico na toxémia de gestação.
ABSTRACT - Pregnancy toxaemia is a very common disease affecting small ruminants in the last month of gestation. Goats with high body condition score and multiple pregnancy are predisposed to develop this disease, which is associated with high mortality and is characterized by the presence of hypoglycemia, hyperketonemia, and metabolic acidosis. In this study, we evaluated the clinical signs and blood biochemical parameters of 20 goats diagnosed with pregnancy toxaemia, in order to determine the association between clinical and biochemical alterations found with the evolution and prognosis of the disease. The main clinical signs observed on physical examination were tachypnea, swollen limbs, ruminal atony, recumbency and prostration. Less frequently, it was also observed animals with drooping ears and neurological signs. The results obtained by comparison of the goats who survived (GV group, n=8) and the goats who came to die (GM, n=12) showed that glucose values were not significantly different between the two groups, whereas Beta-hydroxybutyrate values were significantly higher in the GM group. The values of acid-base parameters (pH, HCO3-, base excess and pCO2) were significantly reduced among the animals that came to die with pregnancy toxaemia, as well as blood levels of potassium. The only clinical sign associated with poor prognosis in this study was the difficulty with which the animals rose from the recumbency. Although based on a small population sample, these results indicate the presence of a marked metabolic acidosis and hypokalemia in the animals who died, suggesting that decreased values of blood pH and potassium, compared to heathy animals, can be indicators of a poor prognosis in pregnancy toxaemia.
Descrição: Dissertação de Mestrado Integrado em Medicina Veterinária
URI: http://hdl.handle.net/10400.5/7504
Aparece nas colecções:BFMV - Teses de Mestrado 2º. Ciclo



FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.