Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.5/7484
Título: Efeitos no investimento das depreciações arbitrárias : utlização e efeitos
Autor: Coelho, António Lino Gonçalves
Orientador: Diogo, Tiago
Palavras-chave: Impostos
Taxation
Data de Defesa: 2014
Editora: Instituto Superior de Economia e Gestão
Citação: Coelho, António Lino Gonçalves (2014). "Efeitos no investimento das depreciações arbitrárias : utlização e efeitos". Dissertação de Mestrado, Universidade de Lisboa. Instituto Superior de Economia e Gestão.
Resumo: O trabalho estuda os efeitos no investimento da mudança de escalão das depreciações arbitrárias, de 199,52 para 1000, introduzida pelo decreto-lei nº 159/2009, de 13 de julho, assim como que tipo de empresas mais aproveitaram esta alteração. Baseámos a análise num estudo apresentado por Wielhouwer e Wiersma (2013) sobre o tema: utilização de taxas de depreciação arbitrárias para estimular o investimento, que os autores realizaram por referência à realidade holandesa, do período de 2009 a 2011. A amostra do nosso estudo é constituída por 44 empresas clientes de um gabinete de contabilidade com sede no concelho de Lisboa, incidindo sobre os anos de 2010 a 2012. À semelhança daqueles autores, concluímos que a medida teve uma influência positiva, ainda que ténue, no aumento do investimento abrangido pela discricionariedade das depreciações, sem que isso tivesse afetado o nível de investimento nos demais bens. Por outro lado, em linha com os mesmos autores, observámos, também, que as empresas com maior capacidade financeira foram as que mais investiram em bens abrangidos pela discricionariedade de depreciações e as que registaram prejuízos as que menos investiram nesses bens. Contrariamente às conclusões dos mesmos autores, não encontrámos evidência que as empresas do setor industrial tivessem incrementado o investimento em bens abrangidos pela medida e que a existência de prejuízos reportáveis fiscalmente tivesse desincentivado o investimento nesses bens.
We based our analysis in a study presented by Wielhouwer and Wiersma (2013) about the subject: arbitrary tax depreciation to stimulate investments: utilization and effects, encompassing 325 Dutch companies that were clients of an accounting firm (WEA Accountants & Advisers Noord-Holland), from 2009 - 2011. Our sample was collected from 44 clients of an accounting firm located in the District of Lisbon, covering the period from 2010 to 2012. These are small and medium companies, which are fundamentally a reflection of the composition of our Portuguese business. Like those authors, we concluded that the measure had a positive influence, however slight, in increasing assets covered by the discretion of depreciation, resulting that larger firms, with positive net income and higher cash flows were the most that used the facility and those that suffered losses less used. Contrary to the findings the same authours, we did not find any evidence that industrial firms have increased investments in assets covered by the measure and the existence of a loss carry forward has been influenced on the investment of those assets.
Descrição: Mestrado em Contabilidade, Fiscalidade e Finanças Empresariais
URI: http://hdl.handle.net/10400.5/7484
Aparece nas colecções:DG - Dissertações de Mestrado / Master Thesis
BISEG - Dissertações de Mestrado / Master Thesis

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
DM-ALGC-2014.pdf625,53 kBAdobe PDFVer/Abrir    Acesso Restrito. Solicitar cópia ao autor!


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.