Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.5/7329
Título: Medidas de promoção do uso da bicicleta : percepção de utilizadores e não utilizadores de bicicleta.
Autor: Guerreiro, Irina Isabela da Silva
Orientador: Mascarenhas, Maria Margarida Ventura Mendes
Palavras-chave: Bicicletas e transporte público
Ciclovias
Cruzamentos e pontos de interceção entre bicicletas e veículos motorizados
Estacionamento seguro para bicicletas
Incrementação do uso da bicicleta
Medidas de promoção do uso da bicicleta
Transporte sustentável
Utilizador de bicicleta
Data de Defesa: 2014
Citação: Guerreiro, Irina (2014) - Medidas de promoção do uso da bicicleta : percepção de utilizadores e não utilizadores de bicicleta. Dissertação de Mestrado. Universidade de Lisboa. Faculdade de Motricidade Humana / Instituto Superior de Economia e Gestão.
Resumo: A utilização da bicicleta seja como meio de transporte, lazer ou desporto, traz inúmeros benefícios não só para o utilizador como para a qualidade ambiental. A tomada de consciencialização desta e de outras vantagens do uso da bicicleta - como a flexibilidade, os custos que importa ou a rapidez em curtas distâncias - tem levado a uma crescente utilização da bicicleta. No entanto, este crescimento não tem sido tão rápido como se desejaria, sobretudo quando o comparamos com países como a Holanda e a Dinamarca. O objetivo principal do presente estudo é a determinação de variadas medidas cuja implementação deverá incrementar o uso da bicicleta em Portugal. Para tal, foi aplicado um questionário a utilizadores e não utilizadores de bicicleta. Um total de 1581 indivíduos (795 utilizadores de bicicleta e 786 não utilizadores de bicicleta) respondeu ao questionário dando a sua opinião sobre 24 medidas apresentadas. Foi ainda feita a caraterização geral da amostra, caraterização do percurso diário habitual, caraterização da prática de atividade física e utilização da bicicleta e a caraterização do utilizador e não utilizador de bicicleta. Os dados quantitativos foram analisados utilizando o software estatístico IBM SPSS versão 19. Foram realizadas tabelas de frequência, descritivas e cruzamento de dados e foram realizados testes estatísticos de significância para identificar diferenças significativas entre grupos - qui-quadrado e correlações de Pearson, t-student e One-way Anova com o teste posthoc Bonferroni. Foi estabelecido um valor crítico de alfa de p<0.05. Os resultados revelaram a existência de cinco medidas mais preponderantes na decisão de utilização de bicicleta por parte dos inquiridos são: (a) manutenção do pavimento das ciclovias em bom estado e com segurança; (b) facilitação da articulação da utilização da bicicleta com os transportes públicos; (c) melhoramento de cruzamentos e pontos de interceção; (d) estacionamento seguro em destinos chave; e (e) construção de ciclovias. No geral, os UB consideram todas as medidas mais importantes do que os NUB. A variável género deve ser tida em conta e influencia as respostas, principalmente entre os não utilizadores de bicicleta, com maior destaque para as mulheres. No que diz respeito ao escalão etário, o comportamento de ambos os grupos foi semelhante, com influência apenas em cinco medidas comuns, com maior influência no escalão dos mais velhos. A variável escalão de escolaridade influencia mais os UB do que os NUB, sendo o escalão até ao ensino secundário a considerar as medidas mais relevantes.
Descrição: Mestrado em Gestão do Desporto, na especialidade de Organizações Desportivas
URI: http://hdl.handle.net/10400.5/7329
Aparece nas colecções:BFMH - Dissertações de Mestrado / Master Thesis

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Dissertação_Mestrado_GD_OD_Irina_Guerreiro.pdf5,84 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.