Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.5/7241
Título: Prematuridade, desenvolvimento motor, conhecimento sobre o desenvolvimento infantil e sentimento de competência parental : um estudo comparativo entre crianças prematuras e de termo, em idade pré-escolar.
Autor: Fontinha, Liliana Duarte
Orientador: Brandão, Maria Teresa Perlico Machado
Palavras-chave: Desenvolvimento motor
Factores de risco
Idade pré-escolar
Parentalidade
Prematuridade
Peabody developmental motor scales-2
Parenting sense of competence scale
Knowledge of infant developmental inventory
Data de Defesa: 2014
Citação: Fontinha, Liliana (2014) - Prematuridade, desenvolvimento motor, conhecimento sobre o desenvolvimento infantil e sentimento de competência parental : um estudo comparativo entre crianças prematuras e de termo, em idade pré-escolar. Dissertação de Mestrado. universidade de Lisboa. Faculdade de Motricidade Humana.
Resumo: Nos últimos anos a sobrevivência dos recém-nascidos prematuros tem aumentado, porém, devido à situação de risco do nascimento prematuro e a variáveis do contexto ambiental, este acontecimento pode representar consequências nefastas no desenvolvimento psicomotor destas crianças. O presente estudo tem como objetivo contribuir para o conhecimento sobre o desenvolvimento motor de crianças prematuras, e tentar perceber qual o impacto que a prematuridade, o sentimento de competência parental e o nível de conhecimento que os pais possuem sobre o desenvolvimento infantil podem exercer no mesmo. No estudo participaram 45 crianças prematuras, 44 crianças de termo, todas em idade pré-escolar, e respetivos pais. Os instrumentos de avaliação aplicados foram a Peabody Developmental Motor Scales-2 (PMDS-2) às crianças e a Parenting Sense of Competence Scale (PSOC) e a Knowledge of Infant Developmental Inventory (KIDI) aos pais. Foram ainda aplicadas a Escala de Graffar e uma Ficha de Caracterização da Criança e da Família. Após a aplicação das várias escalas e da análise dos resultados verificou-se que apesar dos valores médios obtidos em cada habilidade motora serem inferiores aos das crianças de termo, no global, as crianças prematuras apresentam um desenvolvimento motor dentro dos parâmetros considerados normais para a idade cronológica. Verificamos ainda que o sentimento de competência parental e o conhecimento que os pais têm sobre o desenvolvimento infantil não apresentam, neste estudo, associação com o desenvolvimento motor das crianças prematuras, contudo, alguns fatores ambientais demonstraram exercer influência sobre o desenvolvimento motor. Os resultados encontrados evidenciam o impacto da prematuridade e de alguns fatores ambientais no desenvolvimento motor e salientam a importância de se monitorizar o desenvolvimento destas crianças, incentivando a participação dos pais na promoção das habilidades motoras. Apesar de não se terem encontrado associações significativas nas variáveis parentais estudadas, surge a necessidade de transmitir aos pais mais conhecimento sobre os principais marcos de desenvolvimento.
Descrição: Mestrado em Reabilitação Psicomotora
URI: http://hdl.handle.net/10400.5/7241
Aparece nas colecções:BFMH - Dissertações de Mestrado / Master Thesis

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Tese M - Liliana Fontinha.pdf1,38 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.