Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.5/7195
Título: Avaliação da expressão de mediadores imunitários em gatos infectados com o vírus da Leucemia Felina (FeLV) e tratados com interferão ómega recombinante felino (rFeIFN-ω)
Autor: Sirage, Carla Sofia Ramos Alves
Palavras-chave: Vírus da leucemia felina
Vírus da imunodeficiência felina
Interferão ómega recombinante felino (rFeIFN-ω)
Feline leukemia virus
Feline immunodeficiency virus
Feline recombinant interferon omega (ω-rFeIFN)
Data de Defesa: 9-Jul-2014
Editora: Universidade de Lisboa. Faculdade de Medicina Veterinária
Citação: Sirage, C.S.R.A. (2014). Avaliação da expressão de mediadores imunitários em gatos infectados com o vírus da Leucemia Felina (FeLV) e tratados com interferão ómega recombinante felino (rFeIFN-ω). Dissertação de Mestrado. Universidade de Lisboa, Faculdade de Medicina Veterinária, Lisboa.
Resumo: O interferão ómega felino (rFeIFN-ω) é atualmente o único interferão licenciado para uso médico-veterinário tendo-se mostrado eficaz no tratamento de gatos infectados pelo FeLV: melhora o seu estado clínico, prolonga a sua longevidade e reduz a excreção de vírus concomitantes. Contudo, o efeito do rFeIFN-ω como antiviral tem sido questionado, acreditando-se que este fármaco atue apenas ao nível da imunidade inata. Resultados publicados pelo nosso grupo reforçam esta teoria, reportando um aumento dos níveis séricos de proteínas de fase aguda, indicadores indiretos de uma estimulação da imunidade inata. Com vista a clarificar as propriedades imunomoduladoras do rFeIFN-ω, este estudo visa avaliar o efeito deste fármaco na expressão de diferentes citoquinas (IL1β, IL4, IL6, IL10, IL12p40, IFN e TNFα) na expressão da proteína MX em gatos naturalmente infectados com FeLV. Seis (6) gatos FeLV-positivos foram tratados com rFeIFN-ω segundo o protocolo licenciado (três (3) ciclos de cinco (5) injeções subcutâneas 1MU/kg aos dias 0 – 14 - 60). Antes do início do tratamento (D0) e no seu término (D65), os animais foram sujeitos a colheitas de sangue para avaliação da expressão relativa de citoquinas e da proteína Mx por PCR em tempo real. Dois dos seis (2/6) gatos expressaram IL1β, IL6, IL12p40 ao D0 e três dos seis (3/6) ao D65 (2 decresceram expressão e 1 apresentou valor residual apenas no final do tratamento). Quatro de seis (4/6) expressaram IL4 ao D0, decrescendo para valores não quantificáveis ao D65 e um de seis (1/6) expressou TNFα ao D0. Por conseguinte, dois de seis (2/6) ao D65 (um (1) decresceu expressão e um (1) apresentou valor residual apenas no final do tratamento). Apenas um (1) gato expressou IFN ao D0 e a IL10 não revelou expressão. Assim, comparando o D0 com o D65, apesar de parecer ter havido uma tendência decrescente da expressão das citoquinas medidas, não se verificaram alterações significativas. A quantificação relativa da expressão da proteína Mx também não revelou alterações estatisticamente significativas entre o D0 e D65. Este estudo sugere que apesar do rFeIFN-ω induzir uma melhoria clinica significativa dos animais tratados, a sua acção advém sobretudo de uma estimulação da imunidade inata e não de uma acção directa sob a expressão de citoquinas. Palavras-Chave: vírus da leucemia felina; vírus da imunodeficiência felina; interferão ómega recombinante felino (rFeIFN-ω).
ABSTRACT - The feline omega interferon (rFeIFN-ω) is currently the only licensed interferon for use in veterinary medicine effective in the treatment of cats infected with FeLV: improving their clinical status, prolonging their life and reducing excretion of concomitant virus. However, the effect of ω-rFeIFN as an antiviral agent has been questioned, and it is believed that this drug acts only in innate immunity. Results published by our group support this theory, reporting an increase in serum levels of acute phase proteins, indirect indicators innate immunity stimulation. To clarify the immunomodulatory properties of ω-rFeIFN, this study aimed to evaluate the effect of this drug on the expression of different cytokines (IL1β, IL4, IL6, IL10, IL12p40, IFN and TNFα) Mx protein in cats naturally infected with FeLV. Six (6) FeLV-infected cats were treated with ω-rFeIFN according to the licensed protocol (three (3) cycles of five (5) subcutaneous injections 1MU/kg on days 0 – 14 - 60). Before the start of treatment (D0) and its end (D65), the animals were subjected to blood samples collection for evaluation of the relative cytokine expression by real time PCR. Two out of six (2/6) cats expressed IL1β, IL6 and IL12p40 to D0 and three out of six (3/6) to D65 (2 decreased and 1 demonstrated residual values only at the end of treatment). Four out of six (4/6) expressed IL4 to D0, decreasing to undetectable values on D65 and one out of six (1/6) expressed TNFα on D0. Further, two out of six (2/6) on D65 (one (1) decreased the expression and in one (1) residual values were demonstrated only at the end of treatment). Only one (1) cat expressed IFN no D0 and IL10 revealed no expression. When comparing D0 with the D65, although both cytokines appeared to show a tendency to decrease expression, there were no significant modifications detected of measured. Relative quantification of the expression of Mx protein also revealed no statistically significant changes between D0 and D65.This study suggests that although the ω-rFeIFN induced a significant clinical improvement of treated cats, his action derived mainly from stimulation of innate immunity and not from a direct action on cytokine expression.
Descrição: Dissertação de Mestrado Integrado em Medicina Veterinária
URI: http://hdl.handle.net/10400.5/7195
Aparece nas colecções:BFMV - Teses de Mestrado 2º. Ciclo



FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.