Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.5/7049
Título: Liderança destrutiva e capacidade de inovação organizacional : o papel do clima ético
Autor: Martins, Joana Priscila Correia
Orientador: Henriques, Paulo Lopes
Palavras-chave: Liderança Destrutiva
Capacidade de Inovação
Criatividade
Motivação
Clima Organizacional
Clima Ético
Egoísmo
Auto-interesses
Lucros
Benevolência
Caring.
Destructive Leadership
Innovativeness
Creativity
Motivation
Organizational Climate
Ethical Climate
Egoism
Self-interes
Profits
Benevolence
Data de Defesa: 2014
Editora: Instituto Superior de Economia e Gestão
Citação: Martins, Joana Priscila Correia (2014). "Liderança destrutiva e capacidade de inovação organizacional : o papel do clima ético". Dissertação de Mestrado, Universidade de Lisboa. Instituto Superior de Economia e Gestão.
Resumo: O “lado negro” da liderança tem vindo a suscitar maior interesse por parte dos investigadores. Os diversos estudos demonstram que a liderança destrutiva (LD) prejudica a organização e as pessoas que nela trabalham. Contudo, ainda pouco se sabe sobre as consequências da LD na inovação organizacional. Os resultados desta investigação revelam que a LD tem um impacto negativo na capacidade das empresas inovarem. Os estilos de liderança existentes na organização também podem determinar o clima ético. Os resultados mostram que a LD está relacionada positivamente com um clima ético em que predominam os auto-interesses. Por sua vez, o clima ético dominante na organização pode ter influência na sua capacidade de inovação. De facto, os resultados indicam que o clima auto-interesse está negativamente relacionado com a capacidade de inovação. Por outro lado, o clima caring está positivamente relacionado com a capacidade de inovação. Por último, encontra-se suporte para o efeito mediador do clima ético na relação entre a LD e a capacidade de inovação organizacional. Esta pesquisa seguiu uma abordagem quantitativa e correlacional. A informação foi recolhida junto a trabalhadores de diversas empresas (N=210), através da aplicação de um questionário.
Researchers are increasingly paying more attention to the “dark side” of leadership. A number of studies indicate that destructive leadership (DL) affects the organization and the people that work there. However, little is known about the consequences of DL in organizational innovation. The results of this investigation reveal that DL has a negative impact on the organizational innovativeness. The leadership style can also determine the ethical climate. The results indicate that the DL is positively related to ethical climate in which self-interest predominate. In turn, the prevailing ethical work climate in organizations also influences their innovativeness. In fact, the results show that self-interest climate is negatively related to organizational innovativeness. On the other hand, the caring climate is positively related to organizational innovativeness. Finally, there is support for the mediating effect of ethical climate in the relationship between DL and organizational innovativeness. This study followed a quantitative and correlational approach. The information was collected from employees of several companies (N = 210), using a questionnaire.
Descrição: Mestrado em Ciências Empresariais
URI: http://hdl.handle.net/10400.5/7049
Aparece nas colecções:DG - Dissertações de Mestrado / Master Thesis
BISEG - Dissertações de Mestrado / Master Thesis

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
DM-JPCM-2014.pdf677,81 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.