Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.5/699
Título: Resposta de descendências de pinheiro bravo (Pinus Pinaster Ait.) ao stress hidrico em condições controladas e comparação com condições de campo
Autor: Cerasoli, Sofia
Correia, Isabel
Aguiar, Alexandre
Almeida, Maria Helena
Chaves, Maria Manuela
Pereira, João Santos
Palavras-chave: pinheiro bravo
pinus pinaster
stress hidrico
resposta da planta
Data: Mai-2005
Editora: SPCF
Citação: Congresso Florestal Nacional, 5º, Viseu, 2005
Resumo: Os défices hídricos são, com frequência os principais factores limitantes para o crescimento do pinheiro bravo (Pinus Pinaster Ait.). Na actual perspectiva de alterações climáticas, prevê-se que a ocorrência do défice hídrico venha a aumentar em frequência e intensidade. Surge portanto a exigência de estudar a resposta fisiológica de varias descendências de pinheiro bravo ao stress hídrico de modo a identificar aquelas com crescimento superior em condições de stress hídrico para que sejam aproveitadas em programas de melhoramento da espécie. Os objectivos deste trabalho foram: (i) identificar, em diferentes proveniências de pinheiro bravo (Pinus pinaster Ait.) sujeitas a défice hídrico controlado, diferenças na expressão de parâmetros fisiológicos e morfológicos que possam ser utilizadas na selecção de genótipos com crescimento superior em condições de stress hídrico; (ii) verificar se as descendências que apresentaram comportamento superior no ensaio de bancada apresentavam também um crescimento superior quando sujeitas a condições de campo mais secas daquelas de origem. A resposta ao stress hídrico foi estudada em três descendências de árvores superiores seleccionadas em locais próximos de Manteigas (BI-C e BI-M) e da Marinha Grande (BL-MM) (Figura 1, Tabela 1), sendo as duas primeiras oriundas de locais com altitude e precipitação total superiores à da Marinha Grande e de temperatura média anual inferior à deste local. As proveniências das famílias encontram-se representadas no campo experimental do Escaroupim (39º 05’N e 8º 45’W), caracterizado por um clima mais seco do que o de origem das três descendências analisadas
Descrição: Congresso Florestal Nacional: a floresta e as gentes - Actas das Comunicações
URI: http://hdl.handle.net/10400.5/699
Aparece nas colecções:CEF - Comunicações em Actas de Conferências

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Congress5-H.Almeida-resposta.pdf111,94 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.