Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.5/6920
Título: Caracterização das respostas fisiológicas em jogos de campo reduzido para futebol
Autor: Lemos, César Augusto
Orientador: Pereira, José Henrique Fuentes Gomes
Palavras-chave: Fisiologia
Frequência cardíaca
Futebol
Jogos de campo reduzido
Níveis de lactato
Percepção subjectiva de esforço
Teste de yo-yo
Data de Defesa: 2014
Citação: Lemos, César Augusto (2014) - Caracterização das respostas fisiológicas em jogos de campo reduzido para futebol. Dissertação de Mestrado. Universidade de Lisboa. Faculdade de Motricidade Humana.
Resumo: Os jogos de campo reduzido (JCR) tem sido, ao longo dos anos, extensivamente utilizados como método de treino eficaz para jogadores de futebol. O objetivo deste estudo foi verificar as diferenças no impacto fisiológico entre dois protocolos de JCR, intermitente e contínuo. A amostra para este trabalho foi constituída por jogadores de futebol do género masculino, n= 10, (massa corporal, 69.9 ± 5.06 kg; idade, 18.12 ± 0.83; VO₂max, 49.61 ± 0.49 ml·kg⁻¹·min⁻¹) de uma equipa brasileira que disputou o campeonato paulista sub20, na época 2013. Os JCR apresentavam as mesmas dimensões de área, 25 x 36 m, sendo 90 m² / jogador. O protocolo intermitente foi jogado em quatro séries de 4-min cada, intercaladas com 2-min de pausa ativa. Já o formato contínuo foi constituído por uma série única de 16-min. As variáveis fisiológicas estudadas foram: a frequência cardíaca média (FCmed), os níveis de lactato (Laˉ) sanguíneo e os valores de percepção subjetiva de esforço (PSE). Os resultados obtidos demonstraram haver diferenças significativas (p<0.05) nas FCmed (165 ± 10.44 b·min⁻¹; 151 ± 11.85 b·min⁻¹) e nos níveis de Laˉ (3.25 ± 1.4 mmol.L⁻¹; 1.89 ± 0.87 mmol.L⁻¹), entre os JCR intermitente e contínuo, respectivamente. Porém, não foram achadas diferenças significativas nos valores de PSE (5 ± 1.77; 4 ± 1.6). Além disso, os resultados da correlação de Pearson demonstraram que não há relação entre as variáveis fisiológicas estudadas. Quanto ao coeficiente de variação (COV), os níveis de Laˉ apresentaram os maiores valores (43.07 e 46.03%) ao passo que a FCmed obteve os menores (6.32 e 7.84%). As informações obtidas através deste estudo sugerem que o JCR intermitente apresentou o maior impacto fisiológico, considerando as variáveis fisiológicas, FCmed e níveis de Laˉ, em relação ao JCR contínuo. Além disso, de acordo com os valores obtidos de FCmed, ambos os protocolos mostraram-se eficientes em reproduzir o impacto fisiológico médio de jogos oficiais (80-90% da FC máxima – FCmax), sendo o JCR intermitente ótimo para o desenvolvimento do limiar anaeróbio individual (85-90% da FCmax).
Descrição: Mestrado em Treino de Alto Rendimento
URI: http://hdl.handle.net/10400.5/6920
Aparece nas colecções:BFMH - Dissertações de Mestrado / Master Thesis

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Geral.pdf1,29 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.