Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.5/6915
Título: Doença articular degenerativa em geriatria felina : uso do meloxicam em doses subterapêuticas
Autor: Marcelino, Letícia Tomás
Orientador: Armés, Henrique Mário da Silva
Ferreira, Fernando António da Costa
Palavras-chave: Doença articular degenerativa
Geriátricos
Tratamento
Gatos
AINE
Questionários
Proprietários
Degenerative joint disease
Aged
Cats
Treatment
NSAID
Owner
Questionnaire
Data de Defesa: 24-Jun-2014
Editora: Universidade de Lisboa. Faculdade de Medicina Veterinária
Citação: Marcelino, L.T. (2014). Doença articular degenerativa em geriatria felina : uso do meloxicam em doses subterapêuticas. Dissertação de Mestrado. Universidade de Lisboa, Faculdade de Medicina Veterinária, Lisboa.
Resumo: A doença articular degenerativa (DAD) em gatos representa um desafio para o clínico, tanto no seu diagnóstico como na abordagem terapêutica e não deve ser ignorada a sua elevada prevalência na população geriátrica felina. Aliado a este fato, acresce a elevada prevalência de doença renal crónica nestes doentes, o que requer que o clínico tenha em consideração o tratamento da doença articular causadora de dor e responsável pela deterioração da qualidade de vida dos doentes, simultaneamente com a gestão e monitorização do quadro clínico do doente renal. Assim, após uma primeira parte de descrição da doença e abordagem ao seu diagnóstico e tratamento, a segunda parte da presente dissertação centra-se na aplicação do único antiinflamatório não esteróide (AINE) aprovado para tratamento a longo prazo no gato, meloxicam, em doses subterapêuticas (0,01-0,03 mg/kg), tendo como objetivo alcançar uma melhoria na qualidade de vida de doentes geriátricos (> 12 anos de idade), sem pôr em causa a manutenção da função renal. Para tal, recorreu-se à aplicação de questionários específicos para os proprietários como ferramenta de avaliação da qualidade de vida geriátrica felina, que complementa a história pregressa do animal e permite ao clínico conhecer a extensão das alterações de natureza articular no quotidiano do doente, utilizando-os na monitorização e avaliação da eficácia do tratamento. Pôde concluir-se que, apesar do seu caráter subjetivo, a avaliação feita pelos proprietários pode ser extremamente útil no diagnóstico e monitorização da DAD quando interpretada corretamente no contexto de cada caso clínico e que o tratamento com recurso ao meloxicam traz benefícios importantes no que concerne à mobilidade e atividade destes animais, tendo um impacto positivo no seu bem-estar e qualidade de vida, sem que tenham sido reportados efeitos secundários durante o período de 60 dias de tratamento.
ABSTRACT - Degenerative joint disease in geriatric cats - use of meloxicam in a smaller dosage - Degenerative joint disease (DJD) in cats represents a well-known challenge for the clinician, whether in its diagnostic or therapeutic approach and its high prevalence in elderly cats shouldn’t be overlooked. Additionally, there is the increased risk of suffering from chronic kidney disease in these cats, frequently resulting in both diseases being present. Consequently, the practitioner must address articular pain and provide patient comfort without compromising renal function stability. After describing degenerative joint disease in terms of its diagnostic and therapeutic approach, the clinical trial is described. The owner-assessed questionnaires served the purpose of evaluating life quality in elderly cats (> 12 years old) when it comes to assessing its mobility, activity and behavior, complementing patient’s clinical history and aiding the diagnostic as well as monitoring the effectiveness of the treatment using a smaller dosage (0,01-0,03 mg/kg) of meloxicam, which is the only non steroidal anti-inflammatory drug (NSAID) approved for long term treatment in cats. As a result of the clinical trial, it is possible to deduce that owner-assessed questionnaires can be a very useful diagnostic tool in DJD, as well as an important contributor for the monitoring of treatment effectiveness, when applied and interpreted within the context of each specific clinical case. Also, there was significant improvement in the life quality of the patients, with benefits in mobility and activity levels, contributing very positively to the welfare of elderly cats. Furthermore, there were no reported secondary effects associated with the use of this NSAID for the established 60-day period of treatment.
Descrição: Dissertação de Mestrado Integrado em Medicina Veterinária
URI: http://hdl.handle.net/10400.5/6915
Aparece nas colecções:BFMV - Teses de Mestrado 2º. Ciclo

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Doença articular degenerativa em geriatria felina.pdf11,85 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.