Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.5/6906
Título: Biosocial determinants of motor competence in preschool children
Autor: Saraiva, Linda Maria Balinha
Orientador: Barreiros, João Manuel Pardal
Rodrigues, Luís Paulo
Palavras-chave: Biosocial factors
Ecological approach
Family environment
Motor assessment
Motor competence
PDMS-2
Peers
Preschool children
School environment
Validation
Abordagem ecológica
Avaliação motora
Competência motora
Contexto familiar
Contexto pré-escolar
Crianças pré-escolares
Fatores biossociais
PDMS-2
Pares
Validação
Data de Defesa: 2014
Citação: Saraiva, Linda (2014) - Biosocial Determinants of motor competence in preschool children. Tese de Doutoramento. Universidade de Lisboa. Faculdade de Motricidade Humana
Resumo: This thesis focuses on motor competence of preschool c hildren ( 3-5 y ears), a nd aimed to contribute to a better understanding of the causes for motor variability, based on an ecological framework. A set of empirical studies sought to explore the effects of the biosocial variables related to the child’s characteristics, the family and preschool environments. An initial sample of 540 children was used to validate the Portuguese version of the PDMS-2, to evaluate its cultural sensitivity, and to determine the motor profile of Portuguese preschool children. In the following studies, the influence of age, sex and somatic variables, and the biosocial determinants associated with low and high motor competence were evaluated. Multiple linear and logistic regression analysis were conducted in the different studies. The results showed a sexual differentiation in motor competence. The effect of age and sex on motor performance varied with age group and motor specificity. The motor variability of preschool children was mainly explained by social/environmental factors. The motor competence of boys and girls was explained by different biosocial factors that may suggest different practice opportunities. The existence of a non-linear effect of biosocial variables along the spectrum of motor competence is suggested.
RESUMO: A presente tese aborda a competência motora das crianças pré-escolares (3-5 anos), visando contribuir para um melhor conhecimento das causas da variabilidade motora, baseada numa abordagem ecológica. Foi realizado um conjunto de estudos empíricos com o objetivo de avaliar os efeitos das variáveis biossociais relacionadas com as características da criança, e dos ambientes escolar e familiar. Foi inicialmente utilizada uma amostra de 540 crianças para validar a versão portuguesa das PDMS-2, avaliar a sua adaptação cultural, e determinar o perfil motor das crianças préescolares portuguesas. Nos estudos seguintes, foi analisada a influência da idade, do sexo e de variáveis somáticas, assim como as variáveis biossociais associadas à baixa e alta competência motora. Regressões lineares e logísticas foram utilizadas nos vários estudos. Os resultados revelaram uma diferenciação sexual nos níveis de competência motora. O efeito da idade e do sexo variaram com o grupo etário e a especificidade motora. A variabilidade motora foi principalmente explicada por fatores sociais e do contexto. A competência motora entre rapazes e raparigas foi explicada por diferentes fatores biossociais, o que reflete em parte as diferentes oportunidades de prática que lhes são facultadas. É sugerida a existência de um efeito não linear das variáveis biossociais ao longo do espetro de competência motora.
Descrição: Doutoramento em Motricidade Humana na especialidade de Comportamento Motor
URI: http://hdl.handle.net/10400.5/6906
Aparece nas colecções:BFMH - Teses de Doutoramento / Ph.D.Thesis

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Tese final (Linda Maria Balinha Saraiva).pdf4,47 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.