Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.5/6846
Título: Variabilidade da frequência cardíaca e carga de treino em nadadores de competicão
Autor: Custódio, Soraia Isabel Vinagre
Orientador: Alves, Francisco José Bessone Ferreira
Palavras-chave: Carga de treino
Fadiga
Macrociclo
Natação
Taper
Treino desportivo
Variabilidade da frequência cardíaca
Data de Defesa: 2014
Citação: Custódio, Soraia (2014) - Variabilidade da frequência cardíaca e carga de treino em nadadores de competição. Dissertação de Mestrado. Universidade de Lisboa. Faculdade de Motricidade Humana.
Resumo: A relação entre a regulação autonómica da função cardíaca avaliada através da variabilidade da frequência cardíaca (VFC) e os diferentes estados de treino e fadiga que caracterizam o processo de treino em atletas de nível elevado de desempenho continua pouco clara. O objectivo deste estudo foi analisar a variação de parâmetros da VFC em diferentes momentos de uma época desportiva de modo a poder confirmar a sua utilidade enquanto indicadores de fadiga e de adaptação induzidas pelo treino. Para o efeito foram seleccionados 12 nadadores, 6 do sexo feminino (idade: 14,65 ± 1,47; altura: 162,40 ± 4,02; peso: 53,15 ± 4,42) e 6 do sexo masculino (idade: 17,61 ± 2,48; altura: 174,58 ± 7,04; peso: 67,83 ± 11,25), de nível nacional. Os 4 momentos de avaliação ocorreram num mesmo macrociclo: M1 nas duas semanas iniciais; M2 após a primeira fase de grande volume da carga de treino, M3 após a fase de maior intensidade de treino e M4 na segunda semana de taper. A frequência cardíaca foi recolhida sempre em decúbito dorsal, com ritmo respiratório controlado, durante 8 minutos, retendo-se os últimos 5 minutos para determinação dos parâmeros temporais e de frequência da VFC, a partir dos intervalos RR (Polar RS800 ™; Kubios HRV). O factor sexo não mostrou influenciar os valores de VFC, o que legitimou uma análise posterior considerando o grupo total de nadadores. No domínio temporal, verificou-se um aumento significativo entre M1 e M4 para os parâmetros RMSSD, NN50, e SD1, tendo-se o mesmo verificado entre M3 e M4 para pNN50. Em todos estes parâmetros houve tendência de decréscimo de M1 para M2, com posterior aumento para M3, não tendo estas variações atingido significância estatística. Os parâmetros no domínio da frequência não variaram significativamente. A variação dos parâmetros no domínio temporal da VFC ao longo da época de treino revela que houve reforço da influência vagal na função cardíaca destes atletas, denotando adaptações aeróbias ao treino e, entre os momentos 3 e 4, efeito imediato de um período de recuperação relativa que colocou os indivíduos no ponto máximo da sua capacidade de desempenho competitivo.
Descrição: Mestrado em Treino Desportivo
URI: http://hdl.handle.net/10400.5/6846
Aparece nas colecções:BFMH - Dissertações de Mestrado / Master Thesis

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Variabilidade da Frequência Cardíaca e Carga de Treino em Nadodores de Competição - Tese Definitiva.pdf2,02 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.