Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.5/6797
Título: Patologia clínica de gatas com tumores mamários submetidas a quimioterapia com doxorrubicina
Autor: Nunes, Daniela Sharon de Souza
Orientador: Correia, Jorge Manuel de Jesus
Palavras-chave: Carcinomas mamários felinos
cirurgia
quimioterapia
doxorrubicina
tempo de sobrevida
intervalo livre de doença
Feline mammary carcinomas
surgery
chemotherapy
doxorubicin
survival time
disease-free interval
Data de Defesa: 10-Abr-2014
Editora: Universidade de Lisboa. Faculdade de Medicina Veterinária
Citação: NUNES, D. S. S. (2014). Patologia clínica de gatas com tumores mamários submetidas a quimioterapia com doxorrubicina. Dissertação de Mestrado Integrado. Universidade de Lisboa, Faculdade de Medicina Veterinária, Lisboa.
Resumo: A maioria das neoplasias mamárias na espécie felina é maligna e muito agressiva, traduzindo-se num elevado poder invasivo e capacidade de metastização. Por conseguinte, tem havido vários tentativas para usar a quimioterapia como adjuvante à cirurgia, de modo a prolongar a sobrevivência destes animais. Todavia, a eficácia desta terapêutica ainda não está completamente estabelecida. Deste modo este estudo tem como objetivo avaliar o benefício da quimioterapia como complemento da cirurgia. Este estudo retrospetivo incidiu na análise de 46 animais (grupo 1 - gatas tratadas cirurgicamente, n=32; grupo 2 - gatas tratadas com cirurgia e quimioterapia com doxorrubicina, n=14) com carcinomas mamários, diagnosticados no Laboratório de Anatomia Patológica da FMV-UL, tendo sido comparadas as diferenças entre os dois grupos de tratamento no que diz respeito ao tempo de sobrevida e ao intervalo livre de doença. Adicionalmente avaliou-se a influência de alguns fatores no tempo de sobrevida e no intervalo livre de doença das gatas pertencentes ao grupo 2. Foram avaliadas as diferenças entre os dois grupos das variáveis clínicas e histopatológicas, nos dois grupos. Em relação ao tempo de sobrevida, o grupo 1 apresentou um valor de mediana de 292 dias face aos 776 dias pertencentes aos animais do grupo 2 (p= 0,053). Quanto ao intervalo livre de doença, obtiveram-se os valores de 292 dias e 1199 dias para os grupos 1 e 2, respetivamente (p= 0,200). Comparando os dois grupos em relação ao tempo de sobrevida, tendo em conta os diversos fatores analisados, não se verificaram diferenças significativas à exceção do subgrupo da raça Europeu Comum (p=0,022) e do subgrupo com presença de necrose (p= 0,043). Relativamente ao intervalo livre de doença, ao comparar os dois grupos, também não se verificaram diferenças significativas exceto no subgrupo de idade < 10 anos (p=0,025) e no subgrupo de tumores com ausência de necrose (p=0,023). Não foram encontradas outras diferenças significativas quer na avaliação dos diferentes fatores no tempo de sobrevida e no intervalo livre de doença, quer no estudo das variáveis clínicas e histopatológicas. O uso da quimioterapia adjuvante com doxorrubicina apresenta neste estudo um resultado benéfico, necessitando no entanto de investigação adicional, nomeadamente de estudos prospetivos.
ABSTRACT - CLINICAL PATHOLOGY IN CATS WITH BREAST TUMORS UNDERGOING CHEMOTHERAPY WITH DOXORUBICIN - Most mammary tumors in feline species are malignant and very aggressive, resulting in highly metastatic and invasive tumors. Therefore, various attempts have been made to use adjuvant chemotherapy following surgery in order to prolong the survival of these animals. However, the effectiveness of this treatment is not yet very well established. Hence, this study aims to evaluate the benefit of adjuvant chemotherapy compared to surgery alone. This retrospective study focused on the analysis of 46 animals (group 1 - cats treated surgically, n = 32 ; group 2 - cats treated with surgery and chemotherapy with doxorubicin, n = 14) with breast carcinomas diagnosed in the Laboratório de Anatomia Patológica da FMV-UL, comparing the differences between the two treatment groups regarding survival time and disease-free interval. Additionally, the influence of some factors on survival time and disease-free interval of the cats from group 2 was evaluated. Clinical data and histopathological variables were analysed in the two groups. Group 1 had a median survival time of 292 days compared to 776 days in group 2 (p=0.053). Median disease-free interval times for group 1 and 2 were 292 days and 1199 days, respectively (p=0.200). Comparing the two groups in relation to survival time, no significant differences were found taking into account the several factors analyzed, except for the subgroup of the European shorthair cats (p=0.022) and the subgroup with the presence of necrosis (p= 0.043). Regarding disease-free interval, when comparing the two groups, there were no significant differences except in the subgroup of age <10 years (p=0.025) and in the subgroup of tumors with absence of necrosis (p=0.023). No other significant differences were found in the analysis, neither for the survival times and disease-free interval nor in the clinical and histopathological variables. The use of adjuvant chemotherapy with doxorubicin in this study shows a benefic result, however it requires further investigation, including prospective studies.
Descrição: Dissertação de Mestrado Integrado em Medicina Veterinária
URI: http://hdl.handle.net/10400.5/6797
Aparece nas colecções:BFMV - Teses de Mestrado 2º. Ciclo

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Patologia clínica de gatas com tumores mamários submetidas a quimioterapia com doxorrubicina.pdf2,81 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.