Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.5/6754
Título: Antimicrobial resistance of the upper respiratory tract commensal microbiota in bottlenose dolphins (Tursiops truncatus), under human care
Autor: Machado, Catarina Augusta Bôto
Orientador: Flanagan, Carla Anne
Pomba, Maria Constança Matias Ferreira
Palavras-chave: Golfinho-roaz
Pneumonia
Microbiota comensal
Resistência antimicrobiana
Genes de resistência
S. aureus meticilina-resistente
Bottlenose dolphin
Commensal microbiota
Antimicrobial resistance
Resistance genes
Methicillin-resistant S. aureus
Data de Defesa: 27-Mar-2014
Editora: Universidade de Lisboa. Faculdade de Medicina Veterinária
Citação: MACHADO, C. A. B. (2014). Antimicrobial resistance of the upper respiratory tract commensal microbiota in bottlenose dolphins (Tursiops truncatus), under human care. Dissertação de Mestrado. Universidade de Lisboa, Faculdade de Medicina Veterinária, Lisboa.
Resumo: Respiratory affections, especially bacterial pneumonia, are a major cause of death in dolphins, both free-range individuals and those under human care. Animals affected by stress, immunocompromised or with underlying affections are more likely to be infected by opportunistic agents, usually present in the host in the commensal microbiota. Several colonizing microorganisms were recovered from the upper respiratory tract of nine healthy bottlenose dolphins, living under human care at the entertainment and educational oceanographic park Zoomarine - Mundo Aquático, S.A., Portugal. The isolated bacteria belonged to the species Escherichia coli, Enterococcus faecalis, Morganella morganii, Klebsiella oxytoca, Staphylococcus hominis, Staphylococcus haemolyticus, Staphylococcus aureus, Staphylococcus simulans e Staphylococcus delphini group A. Disk diffusion method and genotypic characterization through PCR were the techniques performed in order to evaluate the antimicrobial resistance of these strains, regarding different families of antibiotics. The presence of resistance genes to β-lactams was investigated in the E. coli isolates through PCR, in order to identify β-lactamases’ producing strains (TEM, SHV, OXA-1, CTX-M, AmpC), as well as the resistance genes to aminoglycosides (aaC(3’)-IV and aaC(6’)-Ib). The mecA and mecC genes were investigated in the Staphylococcus spp. isolates. The results demonstrated that the majority of the isolates were multidrug-resistant, 76% of the isolates were considered clinically resistant to more than three antibiotic families (R>3), followed by 17% of resistant strains (1≤R≤3) and a small representation of 7% of fully susceptible bacteria (R=0). Resistance genes were detected in all the E. coli isolates, most frequently the blaTEM, followed by blaOXA-1, blaCTX-M-15 and aaC(6’)-Ib and less frequently the blaDHA-1.. The mecA gene was identified in one S. aureus and in the S. hominis isolates. The isolation of multidrug-resistant bacteria from the commensal microbiota is relevant in that these microorganisms are capable of inactivating a wide spectrum of antibiotics, limiting the therapeutic options. Associated with the colonization of the respiratory tract of dolphins by these organisms, the question arises of the potential risk of colonization and transmission between these animals and humans.
RESUMO - Resistência aos antibióticos da microbiota comensal do trato respiratório superior em golfinhos-roazes (Tursiops truncatus) mantidos sob cuidados humanos - As afeções respiratórias, especialmente a pneumonia bacteriana, são a principal causa de morte em golfinhos, tanto de vida livre como mantidos sob cuidados humanos. Os animais afetados por stresse, imunodeprimidos ou com outras condições subjacentes são mais suscetíveis a infeções por agentes oportunistas, frequentemente presentes no hospedeiro enquanto parte da microbiota comensal. Diversos microrganismos colonizadores do trato respiratório superior foram isolados a partir de um grupo de nove golfinhos saudáveis que vivem sob cuidados humanos no parque oceanográfico de entretenimento e educação Zoomarine - Mundo Aquático, S.A.. As estirpes identificadas pertencem às espécies bacterianas de Escherichia coli, Enterococcus faecalis, Morganella morganii, Klebsiella oxytoca, Staphylococcus hominis, Staphylococcus haemolyticus, Staphylococcus aureus, Staphylococcus simulans e Staphylococcus delphini grupo A. O presente estudo visou a avaliação das resistências destas estirpes relativamente a diferentes classes de antibióticos, tendo como base o método de difusão de disco e caracterização genotípica pela técnica de PCR. Nos isolados de E. coli, os genes de resistência a β-lactâmicos foram pesquisados através de PCR, para identificação de estirpes produtoras de β-lactamases (TEM, SHV, OXA-1, CTX-M, AmpC) assim como os genes de resistência a aminoglicosídeos (aaC(3’)-IV e aaC(6’)-Ib). Quanto aos isolados de estafilococos, foram pesquisados os genes de resistência mecA e mecC. De acordo com o método de difusão de disco, a maioria dos isolados demonstrou ser multirresistente, com uma percentagem de 76% de isolados resistentes a mais do que três classes de antibióticos, seguidos de 17% de estirpes resistentes e por uma pequena representação de isolados suscetíveis a todas as classes testadas, de 7%. Foram detetados genes de resistência em todos os isolados de E. coli, tendo sido mais comummente identificado o gene blaTEM, seguido do blaOXA-1, blaCTX-M-15 e aaC(6’)-Ib, e com menor frequência o blaDHA-1. O gene mecA foi identificado numa estirpe de S. aureus e na única estirpe de S. hominis. O isolamento de estirpes multirresistentes na microbiota comensal do trato respiratório superior destes golfinhos-roazes é relevante na medida em que estes microrganismos são capazes de inativar um largo espectro de antibióticos, colocando limitações terapêuticas em caso de infeção. Associada à colonização do trato respiratório dos golfinhos, por estes organismos, surge a questão do potencial de transmissão e colonização entre estes animais e humanos.
Descrição: Dissertação de Mestrado Integrado em Medicina Veterinária
URI: http://hdl.handle.net/10400.5/6754
Aparece nas colecções:BFMV - Teses de Mestrado 2º. Ciclo



FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.