Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.5/6647
Título: Construir no construído. Interstícios urbanos-lugares em suspenso
Autor: Silva, Maria Inês Pires da
Orientador: Farias, Hugo José Abranches Teixeira Lopes
Palavras-chave: Cidade compacta
Densificação
Reabilitação urbano
Revitalização urbana
Vazio urbano
Interstício urbano
Compact sity
Densification
Urban rehabilitation
Urban revitalization
Urban void
Urban interstice
Data de Defesa: Nov-2013
Editora: Universidade de Lisboa. Faculdade de Arquitetura
Citação: SILVA, Maria Inês Pires da - Construir no construído. Interstícios urbanos-lugares em suspenso. - Lisboa : FA, 2013. Tese de Mestrado.
Resumo: A presente investigação, intitulada Construir no Construído: Interstícios Urbanos – Lugares em Suspenso, pretende tanto na sua componente teórica como prática explorar o vazio urbano enquanto entidade de grande interesse e potencial para uma estratégia de densificação urbana. A opção pela (re)densificação resulta da reflexão acerca das consequências que as alterações da estrutura morfológica da cidade no século XX provocaram no quotidiano urbano, traduzindo-se em dispersão, descentralização e suburbanização, em simultâneo com a redescoberta das vantagens e qualidades da cidade densa e compacta, formalizada no passado pela malha na cidade tradicional. Neste contexto, vazios urbanos e espaços intersticiais surgem como o lugar das oportunidades para efectivar essa estratégia, e assumem-se capazes de estimular a vitalidade dos centros urbanos e reconquistar determinadas dimensões de qualidade de vida entretanto perdidas e desvirtuadas. Estes princípios e intenções são sistematizados numa proposta de intervenção de reabilitação e revitalização para o quarteirão do Hospital do Desterro, situado numa área consolidada de Lisboa, na colina de Sant’Ana, com a implementação de um programa funcional misto.
ABSTRACT: The present investigation, entitled Building Built In: Urban Interstice – Suspended Places, intends, both in its theoretical and practical parts, to explore the urban void as an entity of great interest and potential towards a strategy of urban densification. The option for the (re)densification results from the reflection over the consequences that the modifications of the morphologic structure of the city, in the 20th century, induced in the urban quotidian, embodied by dispersion, decentralization and suburbanization, as well as the rediscovery of the advantages and qualities of the dense and compact city, formalized in the past by the urban mesh of the traditional city. In this context, urban voids and interstitial spaces stand out as a place of opportunities to trigger that strategy, able to stimulate the vitality of the urban centers and reconquer certain quality of life dimensions, which meanwhile were lost and perverted. These principles and intentions are applied on the rehabilitation and revitalization intervention proposal for the Hospital do Desterro urban block, located in a consolidated area of Lisbon, at the Sant’Ana Hill, with the implementation of a mixed functions program.
Descrição: Dissertação para obtenção do grau de Mestre em Arquitectura.
URI: http://hdl.handle.net/10400.5/6647
Aparece nas colecções:DPAUD - Tese de Mestrado / Master Thesis
BFA - Teses de Mestrado / Master Thesis

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
CONSTRUIR NO CONSTRUÍDO INTERSTICIOS URBANOS - LUGARES EM SUSPENSO - MARIA INÊS SILVA.pdf3,95 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.