Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.5/6643
Título: A Relação entre a Escola e a Família - Estudo de Caso no Agrupamento Escolas Afonso de Paiva de Castelo Branco
Autor: Lopes, Ana Catarina de Gouveia
Orientador: Moreira, Maria João da Silva Guardado
Palavras-chave: Escola
Famílias multiproblemáticas
Alunos
Risco social
Insucesso escolar
School relations
Multi-problematic family
Students
Social risk
Schools failure
Data de Defesa: 6-Dez-2013
Editora: Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas
Resumo: Esta dissertação está enquadrada no Mestrado de Política Social, da Universidade Técnica de Lisboa, no Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas. A questão que se colocou como ponto de partida era associada à relação que existe entre a escola e família, e que respostas existem. Esta questão foi sustentada com o estudo empírico do enquadramento das políticas das escolas, em que se apresenta um levantamento das mesmas. Seguidamente apresentou-se o enquadramento da cidade e das respostas sociais à comunidade, apresentou-se ainda o enquadramento do agrupamento escolas que foi alvo de uma intervenção estruturada de acordo com as necessidades diagnosticadas. Para responder à questão que se coloca, foi necessário compreender as características e conceitos das famílias disfuncionais, de modo que a base de estudo foram as famílias multiproblemáticas, alunos em risco social e com insucesso escolar. Esta realidade foi estudada e posteriormente, apresentada atividades especificas de forma a ultrapassar a barreira estrutural que existe na relação entre a escola e a família, e que afeta diretamente os alunos. A intervenção social foi desenvolvida em três pilares: intervenção à comunidade social escolar, intervenção psicossocial para os alunos e por fim formação parental para os encarregados de educação.
This essay is frame in the Master of Social Politics, from the Technique University of Lisbon, at the Superior Institute of Social and Politics Sciences. The starting question was associated to the relation between school and family, and the existing responses. This matter was sustained by the empiric study of the schools’ politics, in which it is made a lift of themselves. Trippingly, the city’s frame and the social answers were presented to the community, and it was also presented the school’s grouping, which was a target of a strutted intervention according to the necessities diagnosed. To answer the problem posed, it was necessary to understand not only the characteristics but also the concepts of dysfunctional families, since they are part of the study’s object, in other words, the multi-problematic families, students with social risk and school failure. This reality was studied and aftermost, subsequently presented specific activities in order to overcome the structural barrier that exists in the relationship between school and family, and that directly affects students. The social intervention was developed on three pillars to the community school social intervention, psychosocial intervention for students and finally parental training for carers.
Descrição: Tese de Mestrado em Política Social
Peer review: no
URI: http://hdl.handle.net/10400.5/6643
Aparece nas colecções:BISCSP – Teses de mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
TMPTese - A Relação entre a Escola - Família.pdf7,95 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.