Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.5/6636
Título: Intercâmbios económicos Brasil - União Europeia
Autor: Cassaro, Carla Andréa
Orientador: Patrício, Raquel de Caría
Palavras-chave: Brasil - União Europeia
Comércio
Bilateralismo
Birregionalismo
Geoeconomia
Brazil - European Union
Commerce
Bilateralism
Bi-regionalism
Geoeconomics
Data de Defesa: 19-Dez-2013
Editora: Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas
Resumo: Esta dissertação analisa as relações Brasil–União Europeia do ponto de vista do comércio entre as partes. Para melhor compreensão do tema percorremos o histórico das relações Brasil e União Europeia, analisamos a política externa brasileira e da UE, os principais Acordos entre as partes, a Parceria Estratégica de 2007, a geoeconomia dos Estados envolvidos e os dados relativos aos intercâmbios comerciais, de forma a dar resposta à nossa pergunta de partida, assente na interrogação sobre qual das partes, Brasil ou UE, irá obter maiores benefícios deste intercâmbio. Com base no trabalho realizado, concluímos que a relação Brasil-UE baseia-se em valores compartilhados e objectivos comuns, embora o equilíbrio do diálogo político não seja compatível com a evolução das negociações comerciais, que não aumentaram, a nível de saldo, nem mesmo após a assinatura da Parceria Estratégica. No entanto, a curto prazo a opção bilateral de cooperação Brasil-UE poderá ser mais benéfica que a bi-regional Mercosul-UE, pois adequa-se às estratégias bilaterais praticadas, seja pela UE, seja pelo Brasil e em virtude das facilidades decisórias, visto que através do Mercosul torna-se difícil encontrar consenso. Porém, o bilateralismo Brasil-UE limita o alcance de efectivos acordos político-comerciais entre as partes e que seria o birregionalismo a trazer perspectivas reais de crescimento comercial.
This dissertation analyzes the relationship between Brazil and the European Union from the point of view of trade between the parties. For better understanding of the subject we go through the historical of the relations between Brazil and European Union, analyze the Brazilian and the European Union foreign policies, the main Agreements between the parties, the Strategic Partnership of 2007, the geo-economics of the States involved and the data relating to commercial exchanges, in order to answer to our question of departure, based on the interrogation of which of the parties, Brazil or EU, will obtain bigger benefits of this exchange. It is therefore possible to conclude that the relation Brazil-EU is based on shared values and common objectives, although the balance of the political dialog is not compatible with the evolution of the commercial negotiations, which did not increase, in terms of balance, not even after the signature of the Strategic Partnership. It is also concluded, that the short-term option for the bilateral cooperation Brazil-EU would be more appropriate than the bi-regional Mercosur-EU, because it fits the bilateral strategies practiced, either by the EU or by Brazil and in virtue of the decision-making facilities, since through Mercosur it becomes difficult to find consensus. Nevertheless, that bilateralism Brazil-EU limits the reach of effective political and commercial agreements between the parties and therefore the bi-regionalism would better bring real business growth prospects.
Descrição: Tese de Mestrado Relações Internacionais, especialização em Internacionalização Empresarial
Peer review: no
URI: http://hdl.handle.net/10400.5/6636
Aparece nas colecções:BISCSP – Teses de mestrado

Ficheiros deste registo:
Não existem ficheiros associados a este registo.


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.