Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.5/6578
Título: Descendentes de cabo-verdianos e angolanos após o 25 de Abril: identidade pessoal e cultural
Autor: Lima, Íris Teresa Pires
Orientador: Amaro, Fausto
Palavras-chave: Identidade
Aculturação
Assimilação
Cultura
Descolonização
Sociedade
Identity
Acculturation
Assimilation
Culture
Decolonization
Society
Data de Defesa: 20-Dez-2013
Editora: Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas
Resumo: A geopolítica mundial, após a 2ª Guerra Mundial “obrigou” vários países a aceitar a descolonização. No caso das colónias portuguesas e após anos de guerra colonial, o 25 de Abril originou a saída das tropas portuguesas levando à independência e em algumas colónias à guerra civil. A vinda de imigrantes e refugiados provenientes das ex-colónias, em específico de Angola e Cabo-Verde, para Portugal, provocou mudanças sociais e culturais, não só na sociedade de acolhimento, mas no próprio indivíduo acolhido. Angola e Cabo-Verde têm uma identidade subjacente ao seu país, às pessoas que o compõem e ao próprio processo de colonização. A cabo-verdianidade ou a angolanidade são exemplos de formas de estar características desses países que se definem por aspetos específicos da sua cultura. A mudança para Portugal trás um novo contexto social e o indivíduo acolhido é sujeito ao processo de aculturação, em que a assimilação de uma nova realidade cultural e social pode ter impacto na identidade pessoal e cultural do indivíduo, sendo a família, a escola e as instituições sociais fatores importantes na construção do Eu relacionado com o Tu. Os testemunhos reais recolhidos para este estudo pretendem perceber o impacto do novo contexto social nos indivíduos entrevistados.
The geopolitical world, after the 2nd World War "forced" to accept various countries decolonization. In the case of the Portuguese colonies and after years of colonial war, April 25 forced the departure of the Portuguese troops leading to independence and in some colonies to civil war. The arrival of many immigrants and refugees from the former colonies, in particular from Angola and Cape Verde to Portugal caused social and cultural changes, not only in the host society, but the individual himself. Angola and Cape Verde have an identity behind his country, the people who make up and to the process of colonization. The cabo-verdianidade or angolanidade are examples of ways to be characteristics of those countries, which are defined by specific aspects of their culture. Moving to Portugal behind a new social context and the individual is accepted subject to the process of acculturation, assimilation into a new cultural and social reality can impact personal and cultural identity of the individual, the family and the school and social institutions are important factors in the construction of an I related to a you. The testimonials collected for this study are intended to realize the impact of the new social context in the individuals interviewed.
Descrição: Tese de Mestrado em Política Social
Peer review: no
URI: http://hdl.handle.net/10400.5/6578
Aparece nas colecções:BISCSP – Teses de mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
2013_Dissertacao_Mestrado_Politica_Social_Iris_Lima.pdf785,77 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.