Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.5/6566
Título: Pesquisa de microrganismos nos aerossóis libertados durante o procedimento de destartarização dentária em canídeos
Autor: Dias, Isabel Rosa Sezinando
Orientador: Delgado, Esmeralda Sofia da Costa
Murta, Ana Catarina Mateus
Palavras-chave: Cão
Doença periodontal
Destartarização dentária
Aerossóis
Contaminação bacteriana
Higiene e prevenção
Dog
Periodontal disease
Dental scaling
Aerosol
Bacterial contamination
Hygiene and prevention
Data de Defesa: 19-Fev-2014
Editora: Universidade de Lisboa. Faculdade de Medicina Veterinária
Citação: Dias, I.R.S. (2014). Pesquisa de microrganismos nos aerossóis libertados durante o procedimento de destartarização dentária em canídeos. Dissertação de Mestrado. Universidade de Lisboa, Faculdade de Medicina Veterinária, Lisboa.
Resumo: A doença periodontal é a doença mais comum da cavidade oral em cães, tendo como principal etiologia a formação de placa bacteriana e de cálculo dentário. No tratamento da doença periodontal a remoção de placa bacteriana e de cálculo é feita recorrendo ao procedimento de destartarização dentária. Durante este procedimento ocorre a formação de aerossóis e gotículas, devido ao uso e aparelhos mecânicos ultrassónicos. Um dos riscos associados a este procedimento é a possibilidade de contaminação e infecção bacteriana da boca, olhos, vias respiratórias superiores e pele dos canídeos, veterinários e auxiliares. O presente estudo teve como objectivos: identificar os microrganismos presentes em amostras de aerossóis libertados durante a realização da destartarização dentária, avaliando o potencial risco de contaminação com agentes patogénicos do paciente, da sala de cirurgia, dos instrumentos utilizados e do médico veterinário e auxiliares. O estudo incluiu uma amostra aleatória de 15 canídeos com doença periodontal submetidos a destartarização dentária no Hospital Escolar da FMV. Durante o procedimento foram colhidas amostras de aerossóis, procedeu-se à sua cultura e incubação e os isoladas bacterianos foram identificados. As bactérias isoladas (n=30) foram: Pseudomonas spp. (20%); Staphylococcus spp. (13%); Escherichia coli (10%); Corynebacterium spp., Eggerthela lenta, Ralstonia pickettii e Streptococcus spp. (7%); e Actinomyces sp., Clostridium beijerinkii, Enterococcus fecalis, Morganella morganii, Pasteurella multocida, Porphyromonas asacharolytica, Prevotella sp., Proteus sp. e Vibrio vulnificus (3%). Pela primeira vez identificadas as seguintes espécies bacterianas na microbiota oral de canídeos: Staphylococcus aureus, Corynebacterium glucoronolyticum, Eggerthella lenta, Ralstonia pickettii, Clostridium beijerincki, Enterococcus fecalis, Morganella morganii, Porphyromonas assaccharolytica e Vibrio vulnificus. Pelas espécies bacterianas isoladas e identificadas no presente estudo existe o potencial de os procedimentos dentários em cães serem um risco para a saúde animal e pública, por isso devem ser tomadas medidas de higiene e prevenção na realização.
ABSTRACT - Research of microrganisms present in the aerosols released during dental scaling in dogs - Periodontal disease is the most common oral condition in dogs, being bacterial plaque and dental calculus formation its main aetiology. Mechanical scaling is used as treatment for periodontal disease by removing bacterial plaque and dental calculus. During this procedure aerosols and splatters are produced while using mechanical ultrasonic scalers. One of the hazards associated with this procedure is the contamination and infection of the mouth, eyes, upper respiratory tract and skin of dogs, veterinaries and clinical assistants. The objectives of this study were: to identify the microorganisms present in samples obtained from the aerosols produced in the dental scaling evaluating the risk of contamination by pathogenic agents of the patient, surgery room, instruments, veterinarians and clinical assistants. A random sample of 15 dogs with periodontal disease, to whom a dental scaling was performed at the FMV School Hospital, was used in this study. During the procedure of the dental scaling samples from the aerosols were collected, cultured and incubated and the isolated bacteria were identified. Isolated bacteria (n=30) were: Pseudomonas spp. (20%); Staphylococcus spp. (13%); Escherichia coli (10%); Corynebacterium spp., Eggerthela lenta, Ralstonia pickettii and Streptococcus spp. (7%); and Actinomyces sp., Clostridium beijerinkii, Enterococcus fecalis, Morganella morganii, Pasteurella multocida, Porphyromonas asacharolytica, Prevotella sp., Proteus sp. and Vibrio vulnificus (3%). For the first time the following bacterial species were identified from the oral microbiota of dogs: Staphylococcus aureus, Corynebacterium glucoronolyticum, Eggerthella lenta, Ralstonia pickettii, Clostridium beijerincki, Enterococcus fecalis, Morganella morganii, Porphyromonas assaccharolytica e Vibrio vulnificus. The bacterial species isolated and identified in this study, oral procedures in dogs represent a hazard to public and animal health, so hygiene and prevention measures must be applied.
Descrição: Dissertação de Mestrado Integrado em Medicina Veterinária
URI: http://hdl.handle.net/10400.5/6566
Aparece nas colecções:BFMV - Teses de Mestrado 2º. Ciclo



FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.