Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.5/6485
Título: O Futuro do Islão político no Egito: a transição pós-Mubarak e a influência da ação externa da União Europeia
Autor: Graça, Lucília Áurea Leitão
Orientador: Ferreira, Marcos Farias
Palavras-chave: Egito
Transição pós-Mubarak
Transitologia
Islão político
Diálogo inclusivo
União Europeia
Egypt
Post-Mubarak transition
Transitology
Political Islam,
Inclusive dialogue
European Union
Data de Defesa: 8-Nov-2013
Editora: Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas
Resumo: Com esta dissertação pretende-se demonstrar a influência da União Europeia (UE), nomeadamente através da sua Política de Vizinhança, no processo de transição egípcio. Pretende-se esclarecer, através da análise e aplicação das teorias relevantes, em particular da transitologia, que o excecionalismo árabe se alicerça essencialmente em lógicas regionais e pressupostos que visam manter inalterado o status quo. Impedir a via da competição democrática às forças políticas islamitas gera mais cisões, fundamentalismo e violência. A aproximação e o diálogo mantidos com todas as principais forças políticas do Egito e junto da sociedade civil, comprovam uma influência crescente da UE, quer pela imagem positiva criada, quer por ser o ator mais capacitado a incentivar a reconciliação nacional e o diálogo inclusivo entre as várias fações egípcias, favorecendo o retomar do processo de transição democrática. O Egito é a chave para outros desenvolvimentos regionais e para a credibilidade da atuação externa da UE, que ao agir de forma eficiente no seu anel estratégico de segurança, reforça o seu papel de ator global nas relações internacionais.
This dissertation seeks to assert the European Union’s influence, namely of its European Neighbourhood Policy, in the Egyptian’s transition. From the analyses and application of the relevant theories, in particular transitology, the study intends to clarify that the Arab excepcionalism argument is mainly grounded on regional logics and assumptions which have the sole propose of maintaining the status quo. To restrain political Islamic forces from competing in the democratic process will deepen internal divisions and will increase fundamentalism and violence. The level of proximity reached through the dialogue maintained with all sides of political life and civil society in Egypt reveal a growing influence of the European Union. The fact that its action is perceived positively as well as for being the best equipped external actor to encourage a national reconciliation and an inclusive dialogue in favor of a return to the democratic transition process, restate that influence. Egypt is the key to other regional developments and to the European Union’s external action credibility. By acting efficiently around its strategic security ring, the European Union will strengthen its role as a global player.
Descrição: Tese de Mestrado em Relações Internacionais
Peer review: no
URI: http://hdl.handle.net/10400.5/6485
Aparece nas colecções:BISCSP – Teses de mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
abstract.pdf180,36 kBAdobe PDFVer/Abrir
O Futuro do islão político no egipto - FINAL 2 referências.pdf1,29 MBAdobe PDFVer/Abrir
resumo.pdf172,1 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.