Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.5/6457
Título: Branding de países e atração de investimento direto estrangeiro : o papel do soft power
Autor: Santos, Ana Cristina Leitão
Orientador: Duarte, Maria Margarida
Palavras-chave: soft power
hard power
branding de países
diplomacia pública
place branding
Investimento Directo Estrangeiro
BRIC
Brasil
Rússia
Índia
China
country branding
public diplomacy
Foreign Direct Investment
Brazil
Russia
India
Data de Defesa: 2013
Editora: Instituto Superior de Economia e Gestão
Citação: Santos, Ana Cristina Leitão. 2013. "Branding de países e atração de investimento direto estrangeiro : o papel do soft power ". Dissertação de Mestrado. Universidade de Lisboa. Instituto Superior de Economia e Gestão.
Resumo: Nas últimas décadas, deu-se uma mudança no paradigma internacional e na maneira como os países se interrelacionam. Estas relações, cada vez mais económicas, exigem uma nova abordagem por parte dos países. Neste sentido, o conceito de soft power de Joseph Nye, enquanto poder de atracção de um país e que pode ser encontrado na sua cultura, valores e políticas externas, ao invés de hard power, considerado como poder de coerção e que pode ser económico ou militar, ganha uma maior relevância. Neste contexto, o papel do country branding enquanto ferramenta utilizada pelos países para a prossecução da sua própria agenda tem vindo a ser desenvolvido, pretendendo o presente estudo analisar o papel do mesmo com o objetivo de atrair Investimento Directo Estrangeiro e a existência de evidências de soft power e hard power nessas estratégias. Para isso, foram desenvolvidas categorias e sub-categorias de soft e hard power, baseadas na visão de Nye, que são aplicadas a uma análise qualitativa dos sites oficiais de atracção de Investimento Directo Estrangeiro das economias emergentes denominadas de BRIC (Brasil, Rússia, Índia e China). As conclusões apontam para uma forte interdependência entre as dimensões de soft power, assim como o papel que as mesmas desempenham na construção da imagem de um país.
It has been a change, in the last decades, in the international paradigm and in the way countries relate. These relationships, increasingly economic, require a new approach by countries. In this sense, the concept of soft power by Joseph Nye, as the attractiveness of a country that can be found in their culture, values and foreign policies, rather than hard power, considered coercive power and that can be economic or military, gains greater relevance. In this context, the role of country branding as a tool used by countries to pursue its own agenda has been developed, pretending this study to examine its role with the objective of Foreign Direct Investment attraction and the existence of evidence soft power and hard power in these strategies. For this, we developed categories and sub-categories of soft and hard power, based on the vision of Nye, who are applied in a qualitative analysis of the official websites for Foreign Direct Investment attraction of the emerging economies known as BRIC (Brazil, Russia, India and China). The conclusions suggest a strong interdependence between the soft power dimensions and also the importance of their role in the image construction of a country.
Descrição: Mestrado em Marketing
URI: http://hdl.handle.net/10400.5/6457
Aparece nas colecções:BISEG - Dissertações de Mestrado / Master Thesis
DG - Dissertações de Mestrado / Master Thesis

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
DM-ACLS-2013.pdf693,65 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.