Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.5/6411
Título: Representação social dos cuidados de enfermagem: o caso de uma instituição de apoio à pessoa idosa
Autor: Crespo, Jacqueline
Orientador: Lopes, Albino
Palavras-chave: Biomédico
Humanista
Representação social
Qualidade e identidade profissional
Biomedical
Humanist
Social representation
Quality and professional identity
Data de Defesa: 15-Jul-2013
Editora: Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas
Resumo: A representação social dos cuidados de enfermagem é um tema cujos estudos são escassos. O modo como os utentes vêm os cuidados de enfermagem a que são sujeitos em meio hospitalar é algo ainda pouco explorado. Este estudo visa saber se a representação social dos cuidados de enfermagem é aquela que os profissionais gostariam que fosse. O método de recolha de pesquisa foi entrevistas por focus group (dois grupos de seis elementos) numa instituição de apoio ao idoso. Todos eles tinham como ponto comum pelo menos um internamento hospitalar, no qual puderam contactar com cuidados de enfermagem. As entrevistas mostraram a experiência de cada um dos entrevistados em meio hospitalar. Constatou-se uma inversão da representação dos cuidados de enfermagem relativamente ao que é leccionado nas escolas de enfermagem. Verificou-se que se os cuidados de enfermagem são em grande medida biomédicos, contudo com uma consciência humanista dos seus profissionais. Ou seja, a identidade profissional do enfermeiro passa de um cuidador com saber biomédico, para um biomédico com componente humanista. De facto o paradigma alterou-se dado que passamos de um “trabalho de cuidar” para uma “humanização do trabalho”.
The social representation of nursing care is a topic with scarce studies. The way in which users see the nursing care when they are in hospital is an issue still to be explored. This study seeks to determine whether the social representation of nursing is the one that the professional wants it to be. The research method used was focus group interviews (two groups of six elements) in an institution that supports elderly people. They all had one factor in common, the fact that they had been hospitalized and had been subject to nursing care. The interviews demonstrated the experience of each elderly person in a hospital. There was a reversal in the representation that nursing care has in relation to what has been lectured at nursing schools. It was found that nursing care is in large scale biomedical, yet with a great humanist component. Thus, the nurse’s professional identity passes from a caregiver with biomedical knowledge to a biomedical with a humanist component. In fact, the paradigm changed if one takes into account that we passed from a “work of taking care” to a “work of humanization”.
Descrição: Tese de Mestrado em Administração Pública
Peer review: no
URI: http://hdl.handle.net/10400.5/6411
Aparece nas colecções:BISCSP – Teses de mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
TESE FINAL.pdf836,39 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.