Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.5/6383
Título: Avaliação da composição corporal em adolescentes, na escola e entre escolas : um estudo longitudinal comparativo entre escolas de Chelas
Autor: Gouveia, André Leitão
Orientador: Ferro, Nuno Seruca
Palavras-chave: Atividade física
Adolescência
Índice de massa gorda
Estudantes
Data: 2013
Citação: Gouveia, André (2013) - Avaliação da composição corporal em adolescentes, na escola e entre escolas : um estudo longitudinal comparativo entre escolas de Chelas. Relatório de Actividade de Investigação e Inovação. Universidade de Lisboa. Faculdade de Motricidade Humana.
Resumo: Este trabalho pretende observar qual a evolução do conhecimento científico ao longo dos últimos dez anos, em relação à obesidade e aos fatores associados, percebendo de que forma evoluiu o “problema”. Será feita ainda uma reflexão sobre a forma como esta investigação influenciou a minha atividade profissional. Terá como ponto de partida o trabalho realizado no ano de estágio, no âmbito da área dois, inovação e investigação, no qual foi feita uma análise da obesidade através do IMC e da %MG, de jovens de uma escola da região de Lisboa (Chelas - 2005), comparando-os com outros resultados recolhidos 4 anos antes, de outra escola da mesma zona geográfica, interpretando os resultados obtidos. Tem como objetivos específicos: i)Verificar, separando-os por géneros, se os alunos de uma determinada escola estão ou não dentro dos padrões de ZSAF; ii) Verificar se houve um aumento dos casos de excesso de peso ou obesidade em relação aos resultados obtidos há 4 anos. A amostra inclui 110 estudantes da Escola Básica 2,3 ciclo de Marvila (Género: 58M/52F; Idade média: 13,64 anos.), e inclui ainda 84 estudantes da Escola Secundária Afonso Domingos, (Idade média: 14,31 anos). Para interpretação dos resultados foi utilizado o SPSS, recorrendo ao Teste-T de Amostras Independentes. Estatisticamente, e de acordo com os dados, os rapazes têm níveis de obesidade mais elevados do que em 2001. Por outro lado, quanto às raparigas, tal não aconteceu, não existindo diferenças significativas em relação aos dados anteriores. Estas revelações coadunam-se com a primeira hipótese testada, em que embora a maioria dos rapazes não esteja fora da Zona Saudável, estão perto do limite superior dessa mesma Zona. Confirma-se que os alunos do 3º ciclo da Zona de Chelas estão mais obesos do que em 2001, uma vez que as alturas das duas populações são equivalentes e os pesos relativos são superiores na população de Marvila. Isto faz com que os IMC dos alunos de Marvila sejam superiores aos da E.S.A.D. Os alunos da escola de Marvila apresentam também valores superiores, tanto na prega tricipital, como na prega geminal. Este facto faz com que os alunos da E.B. 2,3 de Marvila apresentem valores superiores de % de MG.
Descrição: Mestrado em Ensino da Educação Física nos Ensinos Básico e Secundário
URI: http://hdl.handle.net/10400.5/6383
Aparece nas colecções:BFMH - Dissertações de Mestrado / Master Thesis

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Mestrado André Gouveia.pdf601,63 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.