Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.5/6367
Título: Utilização do repiso de tomate na alimentação de coelhos em crescimento e engorda
Autor: Lourinhã, Raquel Filipa Carrilho
Orientador: Cunha, Luísa Almeida Lima Falcão e
Palavras-chave: Coelhos
Repiso de tomate
Digestibilidade
Oxidação
Rabbit
Tomato pomace
Digestibility
Oxidation
Data de Defesa: 13-Dez-2013
Editora: Universidade de Lisboa. Faculdade de Medicina Veterinária. Instituto Superior de Agronomia
Citação: LOURINHÃ, R. F. C. (2013). Utilização do repiso de tomate na alimentação de coelhos em crescimento e engorda. Dissertação de Mestrado. Universidade de Lisboa, Faculdade de Medicina Veterinária, Instituto Superior de Agronomia, Lisboa.
Resumo: O objectivo deste trabalho foi estudar o efeito da inclusão de repiso de tomate nos regimes alimentares de coelhos em crescimento e engorda, no processo digestivo e na protecção antioxidante na carne. Formularam-se 4 regimes alimentares: um regime controlo (RCTR), um regime com 6% de repiso de tomate (RRT6) e um regime com 12% de repiso de tomate (RRT12) por substituição de igual quantidade de luzerna e um regime com 0,14% vitamina E (RVITE). As dietas foram distribuídas a 48 coelhos (12 x 4), alojados individualmente, dos 28 aos 70 dias de idade. Não se registaram diferenças significativas no aumento diário de peso nem na quantidade ingerida diária entre os regimes. A digestibilidade da MS e da MO foi em média de 66% e 67%, não se registando diferenças significativas entre os regimes. A digestibilidade da PB dos regimes com repiso foi cerca de 96% da do RCTR (P=0,034) e a da hemicelulose (P=0,005) foi superior nos regimes com repiso. A actividade pectinolítica foi significativamente superior (P=0,05) nos regimes com repiso do que nos outros. A susceptibilidade à oxidação da carne, ao abate ou após 1 ou 2 meses em congelação não foi afectada pelos regimes.
ABSTRACT - Use of tomato pomace in diets for growing and fattening rabbits - This work aims to study the effect of adding tomato pomace to growing and fattening rabbit diets, respective digestibility and anti-oxidation effect in rabbit meat. Four diets were established: a control diet (RCTR), a diet with 6% tomato pomace (RRT6) and a diet with 12% tomato pomace (RRT12) replacing the same quantity of lucerne and a diet with 0,14% vitamin E (RVITE). 48 rabbits (12 x 4) aged 28 to 70 days and in separate lodging were fed with these diets. There were no meaningful differences regarding daily weight gain or daily feed intake. The DM and the OM digestibility was on average 66% and 67%, no differences were registered. The CP digestibility of the tomato pomace was approximately 96% of the RCTR (P= 0,034) and the hemicelulloses (P= 0,005) was superior in RRT6 and RRT12 diets. The pectinolitic activity was superior in the tomato pomace diets. The meat susceptibility to oxidation, at slaughter or after one or two months of freezing, was not affected by the diet.
Descrição: Dissertação de Mestrado em Engenharia Zootécnica/Produção Animal
URI: http://hdl.handle.net/10400.5/6367
Aparece nas colecções:BFMV - Teses de Mestrado
DPASA - Teses de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Utilização do repiso de tomate na alimentação de coelhos em crescimento e engorda.pdf482,83 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.