Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.5/6270
Título: Avaliação da carga viral do Coronavírus felino e sua relação com o perfil de expressão de mediadores imunitários, em animais portadores e com Peritonite Infecciosa
Autor: Silva, Filipa de Melo Gago Vassalo e
Orientador: Sinogas, Beatriz Libório
Duarte, Ana Isabel Simões Pereira
Palavras-chave: Coronavírus felino
Peritonite Infecciosa Felina
Carga viral
Citoquinas
Perfil imunitário
Feline coronavirus
Feline Infectious Peritonitis
Viral load
Cytokines
Immune profile
Data de Defesa: 20-Nov-2013
Editora: Universidade de Lisboa. Faculdade de Medicina Veterinária
Citação: Silva, F.M.G.V. (2013). Avaliação da carga viral do Coronavírus felino e sua relação com o perfil de expressão de mediadores imunitários, em animais portadores e com Peritonite Infecciosa. Dissertação de Mestrado. Universidade de Lisboa, Faculdade de Medicina Veterinária, Lisboa.
Resumo: A infecção pelo coronavírus felino (FCoV) em gatos, não só leva à excreção do vírus após infecção intestinal mas também à infecção sistémica, podendo manter-se assintomática ou manifestar-se como Peritonite Infecciosa Felina (PIF), uma doença fatal. Estima-se que 80 a 90% da população felina esteja infectada por este vírus mas apenas 5 a 12% desenvolvem a doença. O FCoV divide-se em dois subtipos, o tipo I e o tipo II, sendo o primeiro o responsável pela maioria das infecções. A patogénese da doença é complexa e não é totalmente conhecida, não estando claramente identificado qual o papel do sistema imunitário no seu estabelecimento e manutenção. Considera-se que uma forte resposta imunitária celular pode prevenir a doença e, pelo contrário, que uma forte resposta imunitária humoral pode levar ao estabelecimento da doença, na sua forma exsudativa ou não exsudativa. De forma a conhecer o perfil imunitário de animais naturalmente infectados pelo FCoV foram determinados os níveis de transcrição do mRNA das citoquinas IL-10, IL-4, IL-12p35, TNF-α e IFN-γ em amostras de sangue dos animais em estudo, através de RTqPCR. Estes foram divididos em três grupos para comparação dos resultados: o primeiro sem sintomatologia associada a PIF (I); o segundo com sintomatologia gastrointestinal suspeita de PIF (II) e o terceiro com sintomatologia neurológica e ocular suspeita de PIF (III). Foi ainda realizada a subtipificação viral e determinada a carga viral em líquido de derrame e em zaragatoas rectais e/ou amostras de fezes, avaliando o nível de excreção viral destes animais na tentativa de associar ao perfil de citoquinas. Apesar da tentativa de realizar o estudo com grupos com a maior homogeneidade possível, observou-se muita variabilidade nos níveis de transcrição. A carga viral entre os três grupos revelou-se sem diferenças significativas pelo que fica por responder o seu efeito no desenvolvimento e manutenção da doença. Já nos perfis de citoquinas, o TNF-α revelou-se inesperadamente elevado em animais naturalmente infectados e assintomáticos e diminuído nos dois grupos naturalmente infectados mas com sintomatologia suspeita de PIF. Os perfis da expressão de citoquinas aparentemente demonstram uma resposta predominantemente celular nos grupos I e III e mista no grupo II, apesar de estatisticamente não se terem verificado diferenças entre os grupos.
ABSTRACT - Evaluation of feline coronavirus viral load and its relation with the expression profile of immune mediators on healthy carriers and on animals with Feline Infectious Peritonitis - Infection with feline coronavirus (FCoV) in cats, not only leads to virus elimination on faeces after intestinal infection but also to systemic infection that may remain asymptomatic or manifest as Feline Infectious Peritonitis (FIP), a fatal disease. It is estimated that 80 to 90% of the cat population is infected with this virus, but only 5 to 12% develop the disease, one of the most important viral diseases in cats. FCoV can be divided into two types, type I and type II, the former being responsible for the majority of infections. The pathogenesis of the disease is complex and the role of the immune system in the establishment and maintenance of disease remains unclear. It is considered that a strong cellular immune response can prevent the disease, and, conversely, that a strong humoral immune response may lead to the establishment of the disease whether on in its exudative or non-exudative form. In order to learn about the immune profile of naturally infected cats with FCoV, the mRNA transcription levels of IL-10, IL-4, IL-12p35, TNF-α and IFN-γ cytokines was measured by RTqPCR in blood samples. The animals were divided into three groups for comparison purposes: the first had no symptoms associated with PIF (I); the second had gastrointestinal symptoms suspected of FIP (II) and the third had ocular and neurologic symptoms suspected of FIP (III). Furthermore viral subtyping was performed and viral load was determined in effusions and in rectal swabs and/or faecal samples, assessing the level of viral shedding of these animals in an attempt to associate with the cytokine profile. Despite the attempts to arrange the study groups with the greatest possible homogeneity, there was significative variability on the transcription levels. The viral load between the three groups revealed no significant differences, leaving the effect of viral load in the development and maintenance of the disease unanswered. The TNF-α profile proved unexpectedly high in naturally infected and asymptomatic cats and decreased in both naturally infected with suspected symptoms of FIP groups. The expression profiles of cytokines apparently show a predominantly cellular response in groups I and III and mixed in group II, although there have been no statistically differences between groups.
Descrição: Dissertação de Mestrado Integrado em Medicina Veternária
URI: http://hdl.handle.net/10400.5/6270
Aparece nas colecções:BFMV - Teses de Mestrado 2º. Ciclo



FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.