Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.5/6255
Título: O fenómeno de titularização em Portugal : motivações para implementação no sector bancário
Autor: Loureiro, João Pedro Amaral
Orientador: Garcia, Maria Teresa
Data de Defesa: 2013
Editora: Instituto Superior de Economia e Gestão
Citação: Loureiro, João Pedro Amaral. 2013. "O fenómeno de titularização em Portugal : motivações para implementação no sector bancário". Dissertação de Mestrado. Universidade de Lisboa. Instituto Superior de Economia e Gestão.
Resumo: A presente dissertação pretende analisar a evolução da titularização no sistema financeiro Português. Em primeiro lugar, descreve-se contextualiza-se o fenómeno no mundo assim como na Europa, focando-se especialmente na sistema bancário Português. Seguidamente, aponta-se os principais acontecimentos que afectaram a estrutura jurídico-legal bem como a sua importância na consolidação e promoção da titularização. Sendo um processo que envolve vários agentes financeiros, é importante clarificar as vantagens e desvantagens de cada um deles, dando um visão geral da importância das instituições reguladoras e seu papel atual na análise da atividade bancária. O procedimento avalia cronologicamente o papel da titularização em Portugal, e visa medir os motivos ou as razões que levam as instituições financeiras, nomeadamente os bancos a titularizar os seus ativos dentro do período de 2005 até 2011. A base de dados foi obtida pelo Bankscope Data base®, numa frequência anual ente os anos acima referidos, totalizando a amostra 22 bancos. A metodologia e técnicas utilizadas concluíram que os bancos portugueses utilizam a titularização notoriamente para atingir objetivos impostos pelo regulador ao nível dos rácios de capital regulatório bem como melhorar não só a sua liquidez no curto prazo bem como obter alguma eficiência no controlo de custos entre os grandes bancos. Por contrapartida,a dissipação do risco de crédito para fora do balanço dos bancos não foram estatisticamente relevante.
The present dissertation wants to point out the evolution of securitization in Portuguese financial system. It begins to illustrate how the phenomenon appears in the world as well as in Europe focusing on the Portuguese banking system. Secondly, it clarifies the most importante legal and conceptual framework of the Portuguese jurisdiction in this matter. It also established the benefits and drawbacks in bank's activity, giving an overview of the importance of regulatory institutions and it's current role. The procedure evaluates chronologically the role of securitization in Portugal, and aims at measuring the reasons that leads banks to securitize. In others words, what are the main concerns on bank industry that obligate rationally small and large banks entering in a securitization process. The data was provided by BankScope Database®, annually in the range 2005-2011. The methodology and technical advances were used to establish a relationship among the chosen variables. Hence, we used a probit econometric model that give us a solid and proved methodology in order to describe the likelihood of securitization phenomenon in bank activity. The results conclude that Portuguese banks use securitization to achieve goals notoriously imposed by the regulator measured by regulatory capital ratios as well as obtaining more short-term liquidity and efficiency among big banks. However,the dissipation of credit risk out of the banks were not statistically meaningful.
Descrição: Mestrado em Finanças
URI: http://hdl.handle.net/10400.5/6255
Aparece nas colecções:BISEG - Dissertações de Mestrado / Master Thesis
DG - Dissertações de Mestrado / Master Thesis

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
DM-JPAL-2013.pdf1,56 MBAdobe PDFVer/Abrir    Acesso Restrito. Solicitar cópia ao autor!


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.