Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.5/6248
Título: Incidência e consequências da hipocalcémia subclínica no pós-parto de vacas leiteiras
Autor: Koch, Gabriela Meleiro da Silva
Orientador: Alface, José Inácio Oliveira
Stilwell, George Thomas
Palavras-chave: Hipocalcémia subclínica
Doenças uterinas
Involução uterina
Subclinical hypocalcaemia
Uterine pathologies
Uterine involution
Data de Defesa: 12-Nov-2013
Editora: Universidade de Lisboa. Faculdade de Medicina Veterinária
Citação: Koch, G.M.S. (2013). Incidência e consequências da hipocalcémia subclínica no pós-parto de vacas leiteiras. Dissertação de Mestrado. Universidade de Lisboa, Faculdade de Medicina Veterinária, Lisboa.
Resumo: A vaca leiteira tem vindo a apresentar, ao longo dos anos, um aumento notável na sua produção de leite, em parte, devido à rentabilização e aumento da eficiência reprodutiva. No entanto, atualmente, é consensual a existência de uma correlação negativa entre este elevado nível de produção e consequente desempenho reprodutivo, com o estado nutricional e a saúde metabólica do animal. A diminuição da fertilidade, que acarretam importante impacto na produção leiteira, está essencialmente relacionada com eventos que ocorrem no período peri-parto. Este período, nas vacas leiteiras altas produtoras, é um dos períodos mais críticos da lactação, pois as necessidades nutricionais da vaca estão significativamente aumentadas. No peri-parto, a concentração de cálcio no sangue associa-se com o decréscimo na contração muscular e competência imunitária, pelo que a presença de hipocalcémia condiciona um risco acrescido de doenças uterinas e outras. A hipocalcémia, ou seja a presença de uma concentração sanguínea de cálcio total < 2mmol/L ou cálcio ionizado < 1mmol/L , é então um factor determinante e que se deve ter em consideração de forma a se atingir um efetivo saudável e uma normal produção de leite. A hipocalcémia ocorre, de modo geral, durante o parto ou no pós-parto imediato e é considerado um acontecimento inevitável, provocado pelo aumento das necessidades de cálcio que ocorre no início da lactação, com a súbita excreção de cálcio no colostro. Este estudo procurou avaliar as concentração de cálcio ionizado após o parto e a sua correlação com o parto e doenças reprodutivas, com base numa amostra de 80 vacas leiteiras, com duas ou mais lactações. Para tal, correlacionou-se a presença de hipocalcémia subclínica com a ocorrência de retenção placentária, distócia, metrite tóxica, metrite clínica, inatividade ovárica e endometrite clínica, antes e após a administração de PGF2-alfa. Após a análise dos resultados foi possível estabelecer uma associação significativa (p=0,05) entre hipocalcémia subclínica e i) ocorrência de distócia, ii) número de lactações, iii) endometrite clínica antes da administração de PGF2-alfa e iv) involução do cérvix. Assim a hipocalcémia subclínica está associada a perdas económicas e problemas a nivel do bem-estar animal, sendo importante evitar o seu desenvolvimento.
ABSTRACT - INCIDENCE AND CONSEQUENCES OF SUBCLINICAL HYPOCALCAEMIA IN POSTPARTUM DAIRY COWS - Over the years, the dairy cow has been presenting a remarkable increase in milk production, partly due to an increase in reproductive efficiency. However, nowadays, it is consensual that there is a negative correlation between reproductive performance and this high level of production with the animal’s nutritional status and metabolic health. The decrease in fertility, which therefore entails a significant impact on milk production, is essentially related to events that occur in the periparturient period. This period, in high producing dairy cows, is one of the most critical periods of lactation because the cows’ nutritional needs are significantly increased. During the peri-partum period, the blood concentration of calcium is associated with reduced muscular contraction and immune competence, and so the presence of hypocalcaemia is associated with an increased risk for uterine and other diseases. Hypocalcaemia, or the presence of a blood concentration of total calcium < 2mmol/L or ionized calcium < 1mmol/L, is therefore a substantial factor that must be taken into consideration in order to achieve a healthy herd and a high milk production. Hypocalcaemia occurs, in general, during calving or in the immediate postpartum period and is considered an inevitable occurrence caused by increased needs for calcium that take place in early lactation, with the sudden loss of calcium to the colostrum. Thus, this study sought to evaluate the ionized calcium concentration after calving and the correlation with calving and uterine diseases, based on a sample of 80 dairy cows with two or more lactations. Therefore, the correlation between subclinical hypocalcaemia and dystocia, placenta retention, toxic metritis, clinical metritis, ovarian inactivity and clinical endometritis before and after PGF2-alpha administration was evaluated. After analyzing the results, it was possible to establish a significant association (p=0,05) between the incidence of dystocia and development of subclinical hypocalcaemia, between subclinical hypocalcaemia and the number of lactations, between the occurrence of subclinical hypocalcaemia and clinical endometritis before PGF2-alpha administration and also between subclinical hypocalcaemia and the cervix involution. Thus, as subclinical hypocalcaemia is associated with economic losses and welfare problems, it is important to prevent is development.
Descrição: Dissertação de Mestrado Integrado em Medicina Veterinária
URI: http://hdl.handle.net/10400.5/6248
Aparece nas colecções:BFMV - Teses de Mestrado 2º. Ciclo

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Incidência e consequências da hipocalcémia subclínica no pós-parto de vacas leiteiras.pdf15,31 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.