Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.5/6205
Título: Alemanha e China : estudo comparativo da evolução económica (1980-2011) e análise das relações bilaterais de comércio e IDE
Autor: Silva, Ana Cristina Barbosa Gomes da
Orientador: Faustino, Horácio
Palavras-chave: China
Alemanha
sino-alemãs
convergência
globalização
crescimento económico
competitividade
comércio internacional
IDE
Germany
Sino-German
convergence
globalization
economic growth
competitiveness
international trade
FDI
Data de Defesa: 2013
Editora: Instituto Superior de Economia e Gestão
Citação: Silva, Ana Cristina Barbosa Gomes da. 2013. "Alemanha e China : estudo comparativo da evolução económica (1980-2011) e análise das relações bilaterais de comércio e IDE". Dissertação de Mestrado. Universidade de Lisboa. Instituto Superior de Economia e Gestão.
Resumo: A economia mundial está em mutação, tendência resultante das dinâmicas impostas pela globalização que transformou um mundo bipolar em multipolar, onde emergem agora novos protagonistas e novas parcerias estratégicas. Neste enquadramento, a dissertação compara as evoluções económicas da Alemanha e da China entre 1980 e 2011 e analisa as relações bilaterais sino-alemãs de comércio e IDE, procedendo: (i) à revisão teórica dos conceitos de crescimento económico, convergência, globalização, relações económicas internacionais e competitividade; e (ii) à análise de indicadores, entre os quais, macroeconómicos, setoriais, demográficos, competitividade, comércio e IDE. A capacidade de adaptação às exigências da globalização e os fatores competitivos nacionais são a base do sucesso destas performances. Com diferentes maturidades económicas, a Alemanha (gigante histórico) e a China (gigante emergente) estão entre as maiores economias do mundo e partilham a apologia histórica da industrialização, a estabilidade macroeconómica, a liderança do comércio internacional e o estatuto de economias superavitárias. Distinguem-se, designadamente, pelos ritmos de crescimento, pela posição líquida de investimento no estrangeiro, pela política cambial, pela composição da procura interna e pelo perfil de comércio internacional. As relações bilaterais demonstram uma parceria estratégica no comércio e no IDE com lucros recíprocos, afigurando-se, contudo, novos desafios resultantes do surgimento de argumentos de concorrência mútua e da reconfiguração da economia mundial. O estudo assume particular interesse perante a ainda reduzida panóplia de análises comparativas entre as economias alemã e chinesa e face a possibilidade de outras economias retirarem lições destas experiências de crescimento e cooperação económica.
The world economy is changing. This is a tendency resulting from the dynamics imposed by globalization, which transformed a bipolar world into a multipolar one, where new protagonists and new strategic partnerships are now emerging. In this framework, the paper compares the German and Chinese economic evolutions between 1980 and 2011 and analyzes Sino-German trade and FDI bilateral relations, proceeding: (i) to the theoretical review of the concepts of economic growth, convergence, globalization, international economic relations and competitiveness; and (ii) to the analysis of indicators, including, macroeconomics, sectorial, demographic, competitiveness, trade and FDI. The capacity of adaptation to the globalization requirements and the competitive national factors are the basis to the success of these performances. Having different economic maturities, Germany (historic giant) and China (emergent giant) are among the biggest economies in the world and share the historic defense of industrialization, the macroeconomic stability, the international trade leadership and the surplus economy status. They differ, namely, by their economic rates growth, net outward investment, exchange rate policies, domestic demand composition and profile of international trade. The bilateral relationships demonstrate a strategic partnership in trade and FDI with reciprocal profits drawing, however, new challenges resulting from the emergence of arguments to mutual competition and from the reconfiguration of the world economy. This paper assumes particular interest facing the still reduced panoply of comparative analyses between German and Chinese economies and the possibility of other economies learn lessons from these experiences of economic growth and cooperation.
Descrição: Mestrado em Economia Internacional e Estudos Europeus
URI: http://hdl.handle.net/10400.5/6205
Aparece nas colecções:BISEG - Dissertações de Mestrado / Master Thesis
DE - Dissertações de Mestrado / Master Thesis

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
DM-ACBGS-2013.pdf1,42 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.