Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.5/6194
Título: Seletividade alimentar dos koalas do Jardim Zoológico de Lisboa
Autor: Lima, Eliana Maciel Barros
Orientador: Ferreira, Luís Manuel dos Anjos
Rego, Francisco Manuel Cardoso de Castro
Palavras-chave: koala
Phascolarctos cinereus
Eucalyptus
seletividade
alimento
selectivity
food
Data de Defesa: 11-Nov-2013
Editora: Universidade de Lisboa. Faculdade de Medicina Veterinária
Citação: Lima, E.M.B. (2013). Seletividade alimentar dos koalas do Jardim Zoológico de Lisboa. Dissertação de Mestrado. Universidade de Lisboa, Faculdade de Medicina Veterinária, Lisboa.
Resumo: O objetivo deste trabalho foi estudar a seletividade alimentar dos koalas do Jardim Zoológico de Lisboa. Para tal, efetuou-se uma análise estatística dos registos diários sobre o consumo dos mesmos, recolhidos pelos seus tratadores no período compreendido entre 2008 e 2012, conduziram-se testes de cafetaria para analisar as preferências alimentares destes animais e determinados aspetos do seu comportamento alimentar, e, por último, determinou-se o conteúdo nutricional (matéria seca, cinza, fibra e proteína) de 54 amostras de eucalipto fornecido aos koalas. Os animais estudados têm acesso a uma dieta diversificada (cerca de 30 espécies de eucalipto), o que permite um elevado nível de seletividade. As análises estatísticas mostraram diferenças significativas (P ≤ 0,05) entre o nível de preferência médio individual dos koalas do Jardim Zoológico de Lisboa, o que pode estar relacionado com diferenças fisiológicas (sexo, idade, estado reprodutivo) e/ou com experiências alimentares prévias. Os indivíduos analisados mostraram um nível de preferência superior para determinadas espécies de eucalipto, tais como Eucalyptus botryoides, E. camaldulensis, E. globulus, E. macarthuri, E. occidentalis, E. ovata, E. polyanthemus, E. robusta e E. tereticornis. Foi detetada variação dos níveis médios de preferências ao longo do ano das espécies de eucalipto mais frequentemente fornecidas aos koalas. Esta informação poderá vir a ser útil para os veterinários e tratadores do Jardim Zoológico de Lisboa, permitindo a provisão diferenciada de alimento ao longo do ano e uma melhor gestão dos arboretos de onde provém o alimento dos koalas. Os animais sob estudo exibiram um nível médio de preferência superior para as espécies de eucalipto procedentes da Mata do Escaroupim, à exceção de E. maculata, E. occidentalis, E. perrianiana e E. rudis, que possuíram um nível de preferência superior quando foram originárias do Instituto Superior de Agronomia. Estas diferenças podem estar relacionadas com diferenças a nível genético entre as duas populações ou com a diferente idade das árvores dos dois locais. Os teores nutricionais das amostras de eucalipto analisadas foram similares aos referidos na literatura. Todas as amostras apresentaram níveis de azoto superiores ao limite mínimo para a manutenção de koalas referido na literatura. Os resultados deste trabalho estão em conformidade com as últimas descobertas, que sublinham a complexidade entre a ingestão, a palatabilidade e a composição química da folhagem na ecologia alimentar dos koalas.
ABSTRACT - The aim of his work was to study the feeding preferences of the koalas from the Zoo of Lisbon. First, a statistical analysis of the available data (between 2008 and 2012, recorded by the keepers) about the daily food preference level of the koalas was conducted, for different Eucalyptus species. Secondly, some “cafeteria trials” were performed to examine some aspects of the koalas’ food preferences and feeding behavior. Finally, nutritional content (dry matter, ash, fiber and protein) of 56 samples of Eucalyptus given to koalas was analyzed. The five animals under study have access to a very diverse diet (about 30 eucalyptus species), which allows a great level of selectivity. Statistical analysis indicated significant differences (P ≤ 0,05) between the food average preference levels of individual koalas, which may be related with physiological (age, sex, reproductive state) and/or sociological differences between them, and even with previous food experiences. Koalas showed a higher average level of preferences for some Eucalyptus species, like Eucalyptus botryoides, E. camaldulensis, E. globulus, E. macarthuri, E. occidentalis, E. ovata, E. polyanthemus, E. robusta and E. tereticornis. There was some variation of the average food preferences during the year. This information may become useful for keepers and veterinarians, allowing a differentiated feed supply during the year, as well as an optimization of the management of eucalyptus plantations. Koalas showed a higher average level of food preferences when the eucalyptus trees originated from Escaroupim forest, except for the species E. maculata, E. occidentalis, E. perrianiana and E. rudis, which showed a higher level of preferences when coming from Instituto Superior de Agronomia. These differences may be related to genetic and/or age differences between the tree populations of the places referred. The nutritional content of the eucalyptus samples was similar to that reported in the literature, when information about the eucalyptus species was available. Every sample presented greater nitrogen levels than the minimum threshold for koalas nutritional maintenance needs referred by Cork (1986). The results of this work are in accordance with the latest discoveries, which reveal the complexity in the interactions between ingestion, palatability and foliage composition in the koala food ecology.
Descrição: Dissertação de Mestrado Integrado em Medicina Veterinária
URI: http://hdl.handle.net/10400.5/6194
Aparece nas colecções:BFMV - Teses de Mestrado 2º. Ciclo

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Seletividade Alimentar dos Koalas do Jardim Zoológico de Lisboa.pdf1,76 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.