Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.5/6137
Título: Estudo preliminar de comparação dos níveis da proteína C-reactiva no soro e no líquido sinovial de canídeos com doença degenerativa articular
Autor: Boal, Simão Batista
Orientador: Carreira, Luís Miguel Alves
Palavras-chave: Proteína C-reactiva
Doença degenerativa articular
Líquido sinovial
Soro
Articulação
Canídeo
C-reactive protein
Degenerative joint disease
Synovial fluid
Serum
Joint
Dogs
Data de Defesa: 18-Out-2013
Editora: Universidade de Lisboa. Faculdade de Medicina Veterinária
Citação: Boal, S.B. (2013). Estudo preliminar de comparação dos níveis da proteína C-reactiva no soro e no líquido sinovial de canídeos com doença degenerativa articular. Dissertação de Mestrado. Universidade de Lisboa, Faculdade de Medicina Veterinária, Lisboa.
Resumo: A doença degenerativa articular (DDA) apresenta uma etiologia múltipla que envolve factores bioquímicos, biomecânicos e genéticos de todas as estruturas da articulação sinovial, e caracteriza-se por uma perda generalizada e progressiva da cartilagem articular, acompanhada pela tentativa de reparação da mesma. Muito embora esteja classificada como uma doença articular não inflamatória, sabe-se que existe um importante componente inflamatório regional constituído por um caldo heterogéneo de citoquinas pró-inflamatórias que surgem em quantidades significativas, que estimulam a síntese da proteína C-reactiva (PCR). O presente estudo desenvolvido numa amostra de 16 (n=16) canídeos (Canis familiaris) com diagnóstico de DDA e um grupo controlo, teve como objectivos: 1) detectar e quantificar a PCR no líquido sinovial da articulação afectada, utilizando para tal um teste ELISA validado para a detecção e quantificação da PCR sérica (PhaseTM Range Canine C-Reactive Protein Assay, comercializado pelo laboratório Tridelta Development Limited), 2) estudar as possíveis relações entre os valores da PCR sérica e sinovial, 3) entender de que modo os parâmetros: dor, condição corporal, tipo de actividade física, contagem de leucócitos, sexo, grau de DDA apresentada pelos indivíduos com DDA podem influenciar os níveis da PCR sérica e sinovial. Os resultados permitiram concluir que o teste de ELISA é válido para determinar e quantificar a PCR no líquido sinovial; que existe uma relação entre a PCR sérica e a PCR sinovial (R=0,78 com p˂0,001); que indivíduos com DDA apresentam níveis séricos da PCR dentro dos valores de referência, e que se verifica uma relação entre o nível álgico do doente e a concentração da PCR sérica (p=0,01).
ABSTRACT - Preliminary Study of Comparison of C-Reactive Protein Levels in Serum and Synovial Fluid of Canine with Degenerative Joint Disease - The degenerative joint disease presents a diverse etiology involving biochemical, biochemical and genetic factors of all synovial structures, being characterized by a widespread and a progressive loss of articular cartilage, followed by repair attempted of it. Although classified as a non-inflammatory joint disease, is known that there is a significant inflammatory component, comprising a local heterogeneous broth of pro-inflammatory cytokines that occur in significant quantities, which stimulate the synthesis of C-reactive protein (CRP). The study was conducted on a 16 sample (n = 16) of Canis familiaris diagnosed with DDA and a control group, with the following aims: 1) identify and quantify the CRP in the synovial fluid of the affected joint using a validated ELISA test for detection and quantification of seric PCR (PhaseTM Range Canine C-Reactive Protein Assay, Tridelta Development Limited), 2) study the possible association between serum and synovial PCR levels 3) determine the influence of pain, body condition, physical activity, WBC, sex, and DDA grade presented by patients in serum and synovial PCR levels. The results showed that the ELISA test is effective to determine and quantify the synovial PCR; that there is a relationship between serum and synovial PCR (R = 0.78 with p ˂ 0.001); that individuals with DDA have higher serum PCR within the reference values, and that there is a relationship between the patient's pain level and serum PCR concentration (p = 0.01).
Descrição: Dissertação de Mestrado Integrado em Medicina Veterinária
URI: http://hdl.handle.net/10400.5/6137
Aparece nas colecções:BFMV - Teses de Mestrado 2º. Ciclo



FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.