Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.5/6103
Título: Estudo ultrassonográfico de alguns aspectos da dinâmica ovárica em vacas da raça Frísia Holstein sujeitas a vários protocolos de indução de ovulação
Autor: Pereira, Gonçalo da Silva
Orientador: Silva, João Nestor das Chagas e
Palavras-chave: Ultrassonografia
inseminação artificial em tempo fixo
Ovsynch
Doublesynch
Folículo Dominante
Corpo Lúteo
Ultrasonography
fixed-time artificial insemination
Ovsynch
Doublesynch
Dominant Follicle
Corpus Luteum
Data de Defesa: 22-Out-2013
Editora: Universidade de Lisboa. Faculdade de Medicina Veterinária
Citação: Pereira, G.S. (2013). Estudo ultrassonográfico de alguns aspectos da dinâmica ovárica em vacas da raça Frísia Holstein sujeitas a vários protocolos de indução de ovulação. Dissertação de Mestrado. Universidade de Lisboa, Faculdade de Medicina Veterinária, Lisboa.
Resumo: Esta dissertação abordou vários temas da área de reprodução bovina, nomeadamente inseminação artificial em tempo fixo (IATF) e ultrassonografia. Após um enquadramento teórico onde se pode consultar uma revisão sobre os fundamentos e aplicações reprodutivas da ultrassonografia em bovinos, fez-se a apresentação do trabalho experimental realizado. O objectivo deste ensaio foi o de estudar a dinâmica ovárica resultante de cada um dos protocolos de IATF seleccionados (Ovsynch e Doublesynch), de maneira a tentar detectar diferenças nas dimensões das estruturas ováricas que pudessem justificar as eventuais diferenças de fertilidade entre eles. Ao mesmo tempo, analisou-se a possibilidade da existência de uma relação entre as dimensões dos folículos dominantes e dos corpos lúteos deles resultantes em diferentes dias após a inseminação, assim como, entre as dimensões dos mesmos e a probabilidade das vacas ficarem gestantes. Os resultados do presente ensaio permitiram constatar que vacas que ovulam espontaneamente após a regressão lútea induzida por prostaglandina F2α, apresentaram um folículo pré-ovulatório de dimensões superiores aos das vacas submetidas a protocolos de sincronização de ovulação. Não foram detectadas quaisquer diferenças ao nível das dimensões das estruturas ováricas entre os diferentes protocolos de sincronização de ovulações que justificassem as diferenças de fertilidade descritas por outros autores, assim como quaisquer correlações entre as variáveis estudadas. Entre outras razões, esta ausência de diferenças pode ficar a dever-se à reduzida amostra do ensaio (n=15, para cada um dos grupos). Quanto à existência de uma relação entre as dimensões das estruturas e a probabilidade das vacas ficarem gestantes, apenas foi detectada uma relação com as dimensões do corpo lúteo aos 14 dias após a inseminação artificial. Assim, pode concluir-se que para a detecção de diferenças estatisticamente significativas a nível das dimensões das estruturas ováricas de vacas sujeitas a diferentes protocolos de sincronização de ovulação, teria sido ideal a utilização de grupos de uma maior dimensão.
ABSTRACT - Ultrasonografic study of some aspects of the ovarian dynamic in Holstein Frisian cows submitted to several fixed time artificial insemination protocols - This dissertation approached several subjects of bovine reproduction, namely fixed time artificial insemination and ultrasonography. After a theoretical framework where it can be consulted a review on ultrasound basis and his applications on bovine reproduction there’s a description of the experimental trial. The purpose of this trial was to study the ovarian dynamics resulting from each of the selected fixed time artificial insemination protocols (Ovsynch e Doublesynch), in order to detect possible differences in the dimensions of ovarian structures that might justify the differences in fertility. At the same time we tried to verify the existence of a relationship between the size of dominant follicles and corpora lutea at different days post insemination as well as between the same dimensions and the probability of cows becoming pregnant. The results of this trial showed that cows which ovulate spontaneously after luteal regression induced by prostaglandin F2α, had a pre-ovulatory follicle larger than those of cows undergoing a protocol of ovulation synchronization. No differences were found in the size of ovarian structures between the different ovulation synchronization protocols that justify the differences in fertility described, as well as any correlations between variables, among other reasons this lack of difference may be due to the reduced sample (n = 15 for each group). As for the existence of a relationship between the dimensions of the structures and the probability of cows becoming pregnant, only the size of the corpus luteum at 14 days post insemination showed to have a correlation. Thus, it can be concluded that for the detection of statistically significant differences in the dimensions of ovarian structures of cows submitted to different ovulation synchronization protocols, it would be ideal to use larger groups.
Descrição: Dissertação de Mestrado Integrado em Medicina Veterinária
URI: http://hdl.handle.net/10400.5/6103
Aparece nas colecções:BFMV - Teses de Mestrado 2º. Ciclo



FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.