Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.5/6102
Título: Exame endoscópico e lavagem traqueal antes e após o desempenho desportivo em equinos
Autor: Leal, Cecília Rodrigo de Freitas
Orientador: Matos, Ricardo Manuel Martins de
Dias, Graça Maria Leitão Ferreira
Palavras-chave: Cavalos
endoscopia
lavagem traqueal
desempenho desportivo
Horses
endoscopy
tracheal wash
performance
Data de Defesa: 10-Set-2013
Editora: Universidade de Lisboa. Faculdade de Medicina Veterinária
Citação: Leal, C.R.F. (2013). Exame endoscópico e lavagem traqueal antes e após o desempenho desportivo em equinos. Dissertação de Mestrado. Universidade de Lisboa, Faculdade de Medicina Veterinária, Lisboa.
Resumo: Uma vez que o metabolismo aeróbio constitui a via predominante de obtenção de energia na maioria das modalidades equestres, o sistema respiratório constitui um fator limitante no desempenho desportivo de cavalos saudáveis e em boa forma física. Consequentemente, as doenças respiratórias, ainda que em grau ligeiro, são potencialmente prejudiciais para qualquer desempenho atlético. Contudo, a diminuição da função respiratória depende da natureza e da gravidade da doença, como também da modalidade desportiva em questão. O efeito da doença no desempenho desportivo pode ser avaliado num teste de esforço associado a um exame endoscópico. Os objetivos do presente estudo foram comparar, antes e após o exercício, diferentes parâmetros físicos, endoscópicos e citológicos e relacionar a presença de doenças respiratórias com o desempenho desportivo no cavalo. Assim, em 9 cavalos atletas saudáveis investigou-se a presença e o impacto no desempenho desportivo de doenças respiratórias subclínicas, nomeadamente a hemorragia pulmonar induzida por esforço (HPIE), a doença respiratória das vias aéreas (DIVA), a neuropatia laríngea recorrente (NLR), o deslocamento dorsal do palato mole (DDPM) e a faringite. Realizou-se um teste de esforço físico submáximo de modo a determinar a capacidade atlética individual, medida através da velocidade em que os cavalos atingiram o limiar anaeróbio (VLa4). Um exame endoscópio estático e uma lavagem traqueal foram realizados antes e após o exercício. Os resultados deste estudo permitiram obter uma relação entre o desempenho desportivo e a presença e gravidade de doenças respiratórias subclínicas, tais como a DIVA e a NLR, e a condição física dos animais. Verificou-se que a intensidade do teste de esforço realizado não foi suficiente para induzir HPIE. Tal como esperado, a faringite não se relacionou com o desempenho desportivo. Não se registou nenhum animal com DDPM espontâneo e em repouso durante os exames endoscópicos. Porém, não foi possível fazer uma comparação fidedigna entre os resultados obtidos antes e após o desempenho desportivo, uma vez que se registou um intervalo de 4 a 7 dias entre os dois exames endoscópicos. Como conclusão, este estudo permitiu demonstrar que um teste de esforço simples aliado ao exame endoscópico com lavagem traqueal constitui um método eficiente e útil que permite a deteção de doenças respiratórias subclínicas e uma importante ferramenta de investigação de causas de diminuição do desempenho desportivo no cavalo.
ABSTRACT - Endoscopic examination and tracheal wash before and after exercise in the horse - Since aerobic metabolism is the predominant energy pathway in most equestrians’ disciplines, the respiratory system is a limiting factor in the exercise capacity of fit and healthy horses. Consequently, respiratory diseases, even in mild forms, are potentially detrimental for any athletic performance. However, the decrease in respiratory function depends on the nature and severity of the disease, as well as on the sport performed. The effect of the respiratory disease on the performance can be evaluated with an exercise test associated with an endoscopic examination. The objectives of this study were to compare before and after exercise different physical, endoscopic and cytological parameters and relate the presence and severity of respiratory diseases with the individual performance. Thus, 9 healthy athlete horses were studied to evaluate the impact on performance of some subclinical respiratory diseases, such as exercise-induced pulmonary haemorrhage (EIPH), inflammatory airway disease (IAD), recurrent laryngeal neuropathy (RLN), dorsal displacement of the soft palate (DDSP) and pharyngitis. The horses were submitted to a submaximal exercise test to determine individual athletic performance, measured by the speed at which the anaerobic threshold (VLa4) it was reached. Endoscopic examinations with tracheal wash previous and after exercise were carried out. These results show that horses’ performance is related with the presence and severity of subclinical respiratory diseases, such as DIVA and RLN, and with its physical condition. The intensity of the exercise test was not enough to induce EIPH. As expected, pharyngitis did not relate to performance. During resting endoscopic examinations no horse presented spontaneous DDSP. However, it was not possible to make a reliable comparison between the endoscopy results obtained before and after the exercise test, since there was a range of 4 to 7 days between the endoscopic examinations. In summary, this study has demonstrated that a simple exercise test combined with endoscopic and tracheal wash evaluation is an useful and efficient method that allows the detection of subclinical respiratory diseases and an important tool for investigating causes of decreased athletic performance
Descrição: Dissertação de Mestrado Integrado em Medicina Veterinária
URI: http://hdl.handle.net/10400.5/6102
Aparece nas colecções:BFMV - Teses de Mestrado 2º. Ciclo

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Exame endoscópico e lavagem traqueal antes e após o desempenho desportivo em equinos.pdf1,66 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.