Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.5/5969
Título: Perfil nutricional da fracção lipídica da carne de aves cinegéticas (perdiz, faisão, pato)
Autor: Ribeiro, Ana Pires Fernandes
Orientador: Quaresma, Mário Alexandre Gonçalves
Palavras-chave: Phasanius colchius
Anas platyrhynchos
Alectoris rufa
fracção lipídica
colesterol
tococromanóis
lipid fraction
cholesterol
tocochromanols
Data de Defesa: 26-Mar-2013
Editora: Universidade Técnica de Lisboa. Faculdade de Medicina Veterinária
Citação: Ribeiro, A.P.F. (2013). Perfil nutricional da fracção lipídica da carne de aves cinegéticas (perdiz, faisão, pato). Dissertação de Mestrado. Universidade Técnica de Lisboa, Faculdade de Medicina Veterinária, Lisboa.
Resumo: As aves cinegéticas suscitam um grande interesse nos caçadores, no entanto a qualidade da carne não tem tido esse impacto ao nível da comunidade científica. Assim, o objectivo deste estudo foi caracterizar a fracção lipídica da carne (peito e perna) de faisão, pato e perdiz, de produção (Phasanius colchius, Anas platyrhynchos, Alectoris rufa) assim como comparar a fracção lipídica da carne de perdizes de produção e silváticas. Os lípidos totais foram determinados gravimetricamente, o colesterol total e os tococromanóis foram quantificados por HPLC acoplado a detectores de díodos e de fluorescência, enquanto os ácidos gordos foram determinados por GC-FID. Os resultados obtidos revelaram uma alta variabilidade para quase todos os ácidos gordos, somatórios parciais e rácios em ambas as porções (peito e perna). O pato foi a espécie com um maior teor de lípidos totais em ambas as porções. O teor de colesterol mais elevado foi encontrado no peito do pato e na perna da perdiz (56,3 e 55,1 mg/100 g de carne). Um total de 5 tococromanóis da vitamina E foi detectado em todas as espécies, mas em concentração variável. O perfil de ácidos gordos de todas as espécies de produção e da perdiz selvagem foi dominado por SFA e MUFA. Nenhuma das espécies no estudo apresenta uma total concordância com as recomendações internacionais para os rácios P/S e n-6/n-3.
ABSTRACT - Game birds represent an important issue to the hunter´s community, however their meat quality has not been valued by the scientific community. Therefore, the objective of this study was to characterize the lipid fraction of meat (breast and leg) from farmed pheasant, mallard and partridge (Phasanius colchius, Anas platyrhynchos, Alectoris rufa) as well as compare the meat lipid fraction of wild and farmed partridge. For this study we used 14 birds of each specie equally divided by both genders. Total lipids were measured gravimetrically, total cholesterol and tocochromanols were quantified by HPLC coupled with a DAD and Fluorescence detectors, while fatty acid profile was measured by GC-FID. The study results revealed a high variability for almost all single fatty acids, fatty acid sums and ratios in both portions (breast and leg). Mallard was the specie with the highest total lipid content for both portions. The highest total cholesterol content was found in mallard breast and partridge leg (56,3 and 55,1 mg/100 g of meat). A total of 5 tocochromanols with vitamin E activity were detected in all species, but in a variable concentration. The fatty acid profile of all farmed species and wild partridge was dominated by SFA and MUFA. None of bird species in study was in full agreement with international recommendations for P/S and n-6/n-3 ratios.
Descrição: Dissertação de Mestrado em Segurança Alimentar
URI: http://hdl.handle.net/10400.5/5969
Aparece nas colecções:BFMV - Teses de Mestrado
DPASA - Teses de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Perfil nutricional da fracção lipídica da carne de aves cinegéticas.pdf1,29 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.