Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.5/5915
Título: Empreendedorismo jovem-características e determinantes : evidência empírica com base nos inquéritos general entrepreneurship
Autor: Rosário, Raquel Lydia do
Orientador: Fontainha, Elsa
Palavras-chave: empreendedorismo jovem
União Europeia
Gobal Entrepreneurship Monitor (GEM)
youth entrepreneurship
European Union
Global Entrepreneurship Monitor (GEM)
Data de Defesa: 2012
Editora: Instituto Superior de Economia e Gestão
Citação: Rosário, Raquel Lydia do. 2012. "Empreendedorismo jovem-características e determinantes : evidência empírica com base nos inquéritos general entrepreneurship". Dissertação de Mestrado. Universidade Técnica de Lisboa. Instituto Superior de Economia e Gestão.
Resumo: O objetivo da investigação é caraterizar o empreendedorismo jovem e identificar os fatores que promovem ou limitam a atividade empresarial. Atualmente o desemprego jovem é um aspeto preocupante nas economias desenvolvidas onde o empreendedorismo pode surgir como forma de superar o desemprego. Esta dissertação pode contribuir para discussão de medidas de política de apoio ao empreendedorismo jovem. São estudados os determinantes e obstáculos ao empreendedorismo para dois grupos etários da população: os jovens com 18 a 34 anos e os não jovens com 35 a 80 anos. São analisados diferentes grupos de países (por exemplo União Europeia). A análise empírica é baseada no Global Entrepreneurship Monitor (GEM) uma micro base de dados para o período 2001-2008, que inclui 1 362 673 observações individuais (305 816 para o grupo alvo da investigação, os jovens) de 64 países. Depois de uma análise descritiva para traçar o perfil do jovem empresário segundo diferentes aspetos (país, motivação para o empreendedorismo, etc.) são ensaiados diversos modelos e especificações. Porque as variáveis dependentes, correspondendo a diferentes tipos de empreendedorismo (passado, presente e futuro) são dicotómicas (cada indivíduo é ou não empreendedor), foi adotado o modelo probit. As explicações e obstáculos ao empreendedorismo seguem a literatura relevante. São incluídas variáveis explicativas (preditivas) associadas a fatores individuais e psicológicos e a caraterísticas económicas e socioculturais dos indivíduos. Os fatores que afetam positivamente o empreendedorismo jovem são: a autoconfiança nos conhecimentos e experiência, contatos com outros empresários, pertencer ao género feminino. O preditor negativo do empreendedorismo jovem é o medo de falhar. A crise atual afeta em sentidos opostos o empreendedorismo nos países desenvolvidos e nas economias emergentes, positivamente os primeiros e negativamente as segundas. Os resultados mostram ainda que os jovens empresários predominam nas empresas recentemente criadas e que são motivados especialmente pela identificação de uma oportunidade de negócio. Os jovens 3 consideram que no país onde vivem o empreendedorismo é considerado uma boa opção de carreira, e essa avaliação é mais favorável que no caso dos inquiridos não jovens. Os contatos estabelecidos com outros empresários é mais importante para iniciar um novo negócio para os jovens empresários que para os mais velhos que também estão a iniciar um negócio.
The objective of this research is to characterize youth entrepreneurship, and identify the factors which promote or constrain the entrepreneur activities. At present, youth unemployment is a major concern in many developed economies, and entrepreneurship is put forward as one of the ways of overcoming unemployment. This dissertation is a contribution to inform such policies. The determinants and obstacles of entrepreneurship for two age groups of population are studied and compared: those aged 18 to 35 and those over 35 years. Different country groups are analyzed (e.g. European Union). The empirical analysis is based on the Global Entrepreneurship Monitor (GEM) microdatabase for the period 2001-2008, which includes 1 362 673 individual observations (305 816 for the research focus group, the young) from 64 countries. After a descriptive analysis to design the profile of the young entrepreneur according to different aspects (country, entrepreneurship motivation, etc.), a modeling analysis is carried out. Because the dependent variables are dichotomic (do entrepreneurship activity or not) the probit model form was adopted. The dependent variables are associated with entrepreneurship in three phases (already done, ongoing and expected for the future). The explanations and obstacles 4 tested in the models are based on the theoretical literature. They are explanations associated to individual and psychological characteristics and economic and sociocultural context. The factors with affect positively youth entrepreneurship activities are: self-confidence about knowledge, networks with other entrepreneurs, being female. The negative predictor is manly fear of fail. The crises affects differently the entrepreneurs in developed countries (negatively) and in emergent economies (positively). The results show that young entrepreneurs are more frequent in firms that were recently created and they are motivated mainly by the act of identifying a business opportunity. Young people evaluate entrepreneurship as a good career opportunity, and they value it more than the non-young group. The web of contacts with other entrepreneurs is more important for starting a new business for young entrepreneurs than for the non-young age group.
Descrição: Mestrado em Ciências Empresariais
URI: http://hdl.handle.net/10400.5/5915
Aparece nas colecções:BISEG - Dissertações de Mestrado / Master Thesis
DG - Dissertações de Mestrado / Master Thesis

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
DM-RLR-2012.pdf1,28 MBAdobe PDFVer/Abrir    Acesso Restrito. Solicitar cópia ao autor!


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.