Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.5/5891
Título: Estudo observacional de alterações dentárias em canídeos de raça Chihuahua
Autor: Spínola, Sílvia Góis
Orientador: Mestrinho, Lisa Alexandra Pereira
Niza, Maria Manuela Grave Rodeia Espada
Palavras-chave: Chihuahua
alterações dentárias
oclusão
doença periodontal
dental alterations
occlusion
periodontal disease
Data de Defesa: 12-Jul-2013
Editora: Universidade Técnica de Lisboa. Faculdade de Medicina Veterinária
Citação: Spnílo, S.G. (2013). Estudo observacional de alterações dentárias em canídeos de raça Chihuahua. Dissertação de Mestrado. Universidade Técnica de Lisboa, Faculdade de Medicina Veterinária, Lisboa.
Resumo: A raça Chihuahua pelas suas características anatómicas de crânio únicas, poderá possuir uma maior predisposição para a ocorrência de alterações dentárias. Tendo em consideração a grande longevidade desta raça, percebe-se o impacto que estas alterações podem ter na sua qualidade de vida e na sua saúde. O objetivo deste trabalho foi perceber quais as alterações mais frequentes e se a existência destas alterações obedece a um padrão entre indivíduos da mesma família. A população estudada foi constituída por 42 indivíduos, com idades compreendidas entre os 8 meses e os 4 anos e 8 meses de idade, em que 67% (28/42) têm algum grau de parentesco entre si. Foi observada a cavidade oral e fez-se o registo das alterações dentárias e oclusais. Avaliou-se a presença de má-oclusão segundo a classificação de Angle (má-oclusão Classe I, Classe II ou Classe III) e classificou-se a doença periodontal em ligeira, moderada ou grave. Das alterações observadas, verificou-se que 67% dos indivíduos (28/42) apresentam máoclusão Classe I, 19% (8/42) má-oclusão Classe II e 14% (6/42) má-oclusão Classe III. Quanto à doença periodontal, 38% (16/42) dos indivíduos com idade média de 3,1 anos apresentavam doença periodontal grave, 31% (13/42) com idade média de 2,6 anos moderada e 26% (11/42) com idade média de 1,4 anos ligeira. Em 5% (2/42) dos animais, com idade média de 0,9 anos, ainda não se evidenciavam sinais de doença periodontal. Outras alterações registadas incluíram 8 animais (19%) com retenção de dentes decíduos, 6 animais (14%) com rotação dentária, 5 animais (12%) com desvio dentário, 5 animais (12%) com apinhamento dentário, 3 animais (7%) com microdontia e 1 animal (2%) com polidontia. Relativamente à ausência de dentes, em 40/42 (95%) dos indivíduos verificou-se a ausência de pelo menos 1 dente, e de um máximo de 11 dentes, sendo os primeiros e segundos pré-molares superiores os mais atingidos. Apenas 2 animais (5%) apresentam todos os dentes definitivos. Concluiu-se que a ocorrência de alterações dentárias é muito frequente na raça Chihuahua e que essas alterações parecem obedecer a um padrão de hereditariedade.
ABSTRACT - Observational study of dental alterations in Chihuahua dog breed - The Chihuahua dog breed, for its unique anatomical features of the skull, may have a greater predisposition to the occurrence of dental alterations. Given the longevity of this breed, we realize the impact these changes may have on their life and health quality. The aim of this study was to understand which alterations occur more frequently and if the existence of these alterations follows a pattern between individuals of the same family. The study population consisted of 42 individuals, aged between 8 months old and 4 years and 8 month old, in which 67% (28/42) have some degree of relationship. The oral cavity was observed and dental and occlusal alterations were registered. The presence of malocclusion was evaluated according to Angle’s classification (Class I, Class II or Class III) and the presence of periodontal disease was classified as mild, moderate or severe. It was found that 67% of individuals (28/42) presented Class I malocclusion, 19% (8/42) Class II malocclusion and 14% (6/42) Class III malocclusion. Regarding periodontal disease, 38% (16/42) of individuals with an average age of 3.1 years old presented severe periodontal disease, 31% (13/42) with an average age of 2.6 years old presented moderate disease and 26% (11/42) with an average age of 1.4 years old presented mild disease. Only 5% (2/42) of individuals, with an average age of 0.9 years old, there were yet no signs of periodontal disease. Other alterations included 8 individuals (19%) with retention of deciduous teeth, 6 individuals (14%) with dental rotation, 5 individuals (12%) with dental deviation, 5 individuals (12%) with teeth crowding, 3 individuals (7%) with microdontia and 1 individual (2%) with polidontia. Regarding the absence of teeth, it was found in 40/42 individuals (95%) the absence of at least one tooth, and a maximum of 11 teeth, the first and second premolars were the most frequently absent. Only 2 animals (5%) have all permanent teeth. It was concluded that the occurrence of dental alterations are very common in the Chihuahua dog breed and that these alterations seem to follow a pattern of inheritance.
Descrição: Dissertação de Mestrado Integrado em Medicina Veterinária
URI: http://hdl.handle.net/10400.5/5891
Aparece nas colecções:BFMV - Teses de Mestrado 2º. Ciclo

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Estudo observacional de alterações dentárias em canídeos de raça Chihuahua.pdf91,39 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.