Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.5/5868
Título: Fatores da institucionalização da pessoa idosa com demência:um estudo de casos no Instituto de Ação Social das Forças Armadas
Autor: Mendes, Dulce Helena Coelho
Orientador: Amaro, Fausto
Palavras-chave: Envelhecimento
Life Span
Institucionalização
Demência
Sobrecarga Familiar
Aging
4th age
Life Span
institutionalization
Dementia
Family burden
Data de Defesa: 21-Mar-2013
Editora: Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas
Resumo: A instituição cumpre nos dias de hoje um papel que desde sempre coube à família: a prestação de cuidados às pessoas idosas. Enquadrada num contexto de perdas, as vivenciadas na 4ª idade, quando os recursos disponíveis para fazer face aos desafios do prolongamento do life span escasseiam, a instituição acaba por ser a resposta social para as solicitações de uma sociedade organizada com base na diferenciação funcional que atribui novos contornos à condição natural das famílias como cuidadores informais. Delimitámos o nosso estudo aos factores da institucionalização da pessoa idosa com demência, baseado num estudo de, precisamente, dez casos. Entrevistámos familiares de pessoas idosas com demência em situação de admissão ou com admissões recentes (até seis meses) para percebermos quais as motivações que os levaram a optar pela institucionalização, como resposta às necessidades do seu familiar idoso demenciado. O estudo foi realizado no Instituto de Ação Social das Forças Armadas. Com base numa pesquisa bibliográfica minuciosa, criámos um fio condutor baseado em quatro proposições hipotéticas e, após a pesquisa de campo, concluímos que: a Sobrecarga Familiar, a Ausência de Apoio ou Retaguarda Familiar, o Grau de dependência da pessoa idosa com demência são factores determinantes na institucionalização da pessoa idosa com demência.
Nowadays, the institution complies a role which has always been a family responsibility: the provision of care for the elderly. Framed in the context of losses, experienced in the 4th age, when the available resources to face the challenges of the life span´s extension are in short supply, the institution turns out to be a social response to the demands of an organized society based on functional differentiation that assigns new contours to the natural condition of families as caregivers. We have delimited our investigation to the factors of institutionalization of the elderly with dementia, based on a study of precisely ten cases. We have Interviewed relatives of elderly people with dementia in a situation of admission or recent admission (within six months) to realize the motivations that led them to opt for institutionalization, as an answer for the needs of the elderly with dementia. The study was done at the Instituto de Ação Social das Forças Armadas. Based on a detailed literature research, we have created the study structure based on four hypothetical propositions and, after the field research we have taken the following conclusions: the family burden, the Lack of family Support and the dependency rate of the elderly with dementia are crucial factors in the institutionalization of the elderly with dementia in Instituto de Ação Social das Forças Armadas.
Descrição: Dissertação de Mestrado em Política Social
Peer review: no
URI: http://hdl.handle.net/10400.5/5868
Aparece nas colecções:BISCSP – Teses de mestrado



FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.